domingo, 24 de Setembro de 2017
bannerAbs

Notícias / Local

Uichiro Umakakeba auxilia Max Trombini em palestras sobre benefícios da prática de Judô e jiu-jitsu na Angola

10/09/2017

09h22


VEJA MAIS FOTOS NO FINAL DA MATÉRIA

Redação Bastos Já – colaborou com informações a ANGOP - Agência Angola Press


O sensei Uichiro Umakakeba e o sensei Max Trombini, ambos da Associação de Judô de Bastos, ministraram palestras na Angola sobre os benefícios físico-atlético e morais resultantes da atividade do judô e jiu-jitsu. A visita ao país da costa ocidental da África, foi através de parceria com a Companhia Bioenergia de Angola (Biocom) e contou com a participação do sensei Albertoni Martins da Silva Jr.

Entre os dias 25 e 30 de agosto último, em Cacuso, município da província de Malanje, em Angola, Uichiro Umakakeba e Max Trombini, estiveram com atletas da área social da Biocom, oferecendo treinamento e ensinamentos, para o desenvolvimento dos judocas palancas negras. As palestras, ministradas por Max Trombini, que esteve auxiliado por sensei Uichiro Umakakeba, envolveu funcionários da empresa e atletas da escola de artes marciais do referido projeto desenvolvido na província de Malanje.

Participaram também do evento Fred Gracie, membro da família Gracie, bisneto do criador do jiu-jitsu brasileiro, Carlos Gracie, e que lecciona a especialidade há seis anos em Angola, e o brasileiro Albertoni Martins da Silva Jr, faixa preta de judô, natural de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e que reside atualmente no país africano.

Em entrevista ao Portal de Notícias Bastos Já, Uichiro Umakakeba revelou que o país, que sofreu muito com a Guerra Civil Angolana - conflito armado que teve início em 1975 e continuou, com alguns intervalos, até 2002 - achou no judô uma forma de sobressair. “O esporte não tem classe social e o espirito esportivo é essencial para o sucesso do atleta. Persistindo com disciplina e dedicação, a pessoa vence através do judô. Com base nesses fatores, o governo de Angola abre muito espaço para o esporte no pais”.

Na visita a Angola, os três brasileiros participaram na província de Malanje da conferência de imprensa, em Talanona, que foi transmitida em rede nacional. Max Trombini fez uma retrospectiva do seu passado e afirmou que o desporto e judô e jiu-jitsu, em particular, além de formar o indivíduo, tem a função de unir as pessoas e países.

Segundo a Agência Angola Press, Max Trombini revelou que “a grande ideia da nossa vida deve ser que as modalidades façam parte da vida das crianças, para que possam usufruir das vantagens que trazem na sociedade. Com o desporto também podemos transformar as crianças de rua em cidadãos integrados na sociedade”.

A agência de notícias noticiou ainda que durante a conferência o sensei Uichiro Umakakeba manifestou posição idêntica, lembrando os princípios educacionais contidos nas artes marciais que contribui positivamente no caráter e no comportamento do praticante, em sua vida e na comunidade.

O sensei Uichiro Umakakeba reconheceu o brilhante trabalho que é feito pelos atletas em Angola, onde existem muitos talentos, e comprometeu-se em trabalhar e interceder junto de outras instituições no exterior, a favor do incentivo expansão da prática no país, para que haja muitas escolas das duas especialidades.

Na conferência, o sensei Albertoni fez questão de exemplificar a formação e conhecimentos valiosos que recebeu do mestre Uichiro Umakakeba, que serviu de filosofia de vida positiva, e considerou o desporto ser um fator determinante na construção da personalidade do indivíduo, a partir de tenra idade, cumprindo os pressupostos de “corpo são mente sã”.

A conferência contou com as presenças do presidente da Federação Angolana de Judô, Paulo Nzinga, bem como do diretor geral da Biocom, Carlos Henriques Matias. Os visitantes brasileiros receberam certificados de agradecimento pelas ações formativas e de graduações na província de Malanje.

CLIQUE NA FOTO PARA AMPLIAR

Veja também:
© Copyright 2012 BASTOS JÁ. Política de Privacidade | by designer - E.I.G Soluções