segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
bannerAbs

Notícias / Esportes

Pratto mira 47 pontos, mas não desiste de vaga do São Paulo à Libertadores

11/11/2017

16h07

Fonte: globoesporte.globo.com

O objetivo do São Paulo é atingir o quanto antes os tão falados 47 pontos, considerados seguros contra o rebaixamento do Brasileirão. Lucas Pratto segue o discurso do grupo e prega pensamento realista, mas não perde de vista uma possível vaga para a Libertadores de 2018.

Com 44 pontos, o Tricolor está a seis do Flamengo, o sétimo colocado. Mas se o próprio Rubro-Negro ganhar a Sul-Americana, e o Grêmio conquistar a Libertadores, o G-7 pode virar G-9. Vale a torcida dos são-paulinos, Pratto?

– Vale torcer por isso, né, que abram mais dez vagas (risos).

– Hoje conversei com meus companheiros. Sabemos o time onde estamos: é muito grande. A obrigação é estar entre os primeiros colocados. Sofremos muito nesse ano. A torcida sofreu mais ainda. Seria bom começar o ano com uma classificação para a Libertadores, mas sabemos também que o ano não foi fácil. Se der, melhor. Se não, tem de finalizar o ano o mais tranquilo possível – disse nesta sexta-feira, em evento de lançamento da nova camisa da seleção argentina.

Na última quinta-feira, o Tricolor reagiu depois de sair perdendo por 2 a 0 para a Chapecoense e buscou o empate: 2 a 2. No domingo, o São Paulo enfrentará o Vasco, às 17h, em São Januário, no Rio de Janeiro.

– A questão da Libertadores está um pouco longe. Por mais que tenha pensamento positivo, tem de ser realista. Só faltam cinco jogos e o Vasco tem quatro pontos na frente. O Bahia e o Atlético-MG têm 45. O mais importante é vencer domingo. O Vasco é um time que sabe como pressionar muito bem. Não para de correr um minuto. Jogaram bem contra o Santos. Vai ser muito difícil. O mais importante é conseguir os 47 pontos e depois ver como serão os quatro últimos jogos.

– Hoje conversei com meus companheiros. Sabemos o time onde estamos: é muito grande. A obrigação é estar entre os primeiros colocados. Sofremos muito nesse ano. A torcida sofreu mais ainda. Seria bom começar o ano com uma classificação para a Libertadores, mas sabemos também que o ano não foi fácil. Se der, melhor. Se não, tem de finalizar o ano o mais tranquilo possível – disse nesta sexta-feira, em evento de lançamento da nova camisa da seleção argentina.

Na última quinta-feira, o Tricolor reagiu depois de sair perdendo por 2 a 0 para a Chapecoense e buscou o empate: 2 a 2. No domingo, o São Paulo enfrentará o Vasco, às 17h, em São Januário, no Rio de Janeiro.

– A questão da Libertadores está um pouco longe. Por mais que tenha pensamento positivo, tem de ser realista. Só faltam cinco jogos e o Vasco tem quatro pontos na frente. O Bahia e o Atlético-MG têm 45. O mais importante é vencer domingo. O Vasco é um time que sabe como pressionar muito bem. Não para de correr um minuto. Jogaram bem contra o Santos. Vai ser muito difícil. O mais importante é conseguir os 47 pontos e depois ver como serão os quatro últimos jogos.

Veja também:
© Copyright 2012 BASTOS JÁ. Política de Privacidade | by designer - E.I.G Soluções