segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
bannerAbs

Notícias / Regional

Dise de Tupã prende autônomo foragido condenado há mais de 18 anos de reclusão

13/11/2017

17h16



Redação Bastos Já

A Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Tupã efetuou a prisão de um autônomo 56 anos que havia sido condenado pela Justiça por envolvimento com o tráfico de entorpecente. A prisão aconteceu no início da manhã desta segunda-feira, dia 13, após intenso trabalho de inteligência e investigação da equipe da Dise de Tupã, sob o comando do delegado Sandro Resina Simões.

“Foragido desde agosto de 2014, ele estava condenado a pena de 18 anos e dois meses de reclusão, em regime fechado, em processo que tramitou na Vara Criminal da Comarca de Tupã, relacionado a uma operação da DISE que resultou na prisão de um fotógrafo de 31 anos e um motorista de 40 anos, além da apreensão de 2 quilos e 300 gramas de cocaína” revelou o delegado Sandro Resina Simões.

Ainda segundo o delegado, inicialmente o condenado permaneceu escondido em Minas Gerias. “Em seguida foi para o Mato Grosso do Sul e finalmente veio para Marília, onde estava morando no Conjunto Habitacional João Batista Tóffoli. Utilizava documentos pessoais em nome de outra pessoa de 55 anos, que residiria em Nova Aliança (SP) e se passava por representante comercial” completou o titular da Dise.

Sandro Resina Simões informou que o foragido foi preso em sua casa, “onde se encontrava acompanhado por sua esposa e filha. Devido à rapidez da invasão do imóvel, perpetrada pelos policiais civis da Dise e não teve tempo de esboçar qualquer tipo de reação”.

O delegado revlou que após ser apresentado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília e preenchidas as formalidades legais, o preso foi recolhido a Penitenciária da cidade de Marília. “O autônomo também será processado por uso de documento falso e poderá ser condenado a pena de reclusão de até seis anos”, complementou Sandro Simões.

O delegado de polícia itular da Dise de Tupã destacou que “está importantíssima prisão foi resultado do incansável trabalho desenvolvido pelos policiais civis Pedro, Elton, Cícero, Renato, Alexandre, Marcelo, Márcio, Evandro e Benites”. 

Veja também:
© Copyright 2012 BASTOS JÁ. Política de Privacidade | by designer - E.I.G Soluções