domingo, 22 de Julho de 2018
bannerAbs

Notícias / Nacional

Febre amarela: Sociedade Brasileira de Imunizações diz que reforço de dose da vacina pode ser considerado

11/04/2018

11h59



Por Monique Oliveira, G1 (g1.globo.com/bemestar)


A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) chegou ao consenso de que um segundo reforço da dose da vacina contra a febre amarela pode ser considerado, principalmente nas crianças vacinadas antes dos dois anos de idade. O entendimento foi proferido na atualização do calendário vacinal para o segundo semestre de 2018 e começo de 2019. A SBIm reúne especialistas periodicamente para definir diretrizes sobre vacinas em todas as idades.

Trata-se de um entendimento de médicos -- e não do governo. O Ministério da Saúde toma suas próprias decisões com seu próprio corpo técnico. Atualmente, a pasta e a Organização Mundial da Saúde estabeleceram que bastaria uma única dose para a proteção para a vida inteira. A diretriz da OMS foi estabelecida em 2013 e, durante muito tempo, o Brasil foi o único país do mundo a recomendar duas doses -- situação que mudou em abril de 2017, quando a demanda sobre a vacina aumentou exponencialmente.

A presidente da entidade, Isabella Ballalai, considera que a posição do Ministério da Saúde foi adequada para o momento, mas explica que a SBIm chegou a essa conclusão por entender que não há estudos suficientes para dizer, com certeza, a duração da proteção da vacina -- embora acredite-se que ela tenha sim efeitos muito duradouros.

A principal preocupação da entidade são os estudos que atestam que 20% das crianças vacinadas com menos de dois anos de idade não respondem adequadamente à vacina.

CLIQUE AQUI E LEIA MATÉRIA COMPLETA

Veja também:
© Copyright 2012 BASTOS JÁ. Política de Privacidade | by designer - E.I.G Soluções