quarta-feira, 15 de Agosto de 2018
bannerAbs

Notícias / Esportes

Chance de Dérbi na Libertadores não muda planejamento do Corinthians: com baixas e sem loucuras

08/06/2018

14h03

Fonte: globoesporte.globo.com

Andrés Sanchez ainda estava no Paraguai, após o sorteio do chaveamento do mata-mata da Copa Libertadores, quando alertas começaram a iluminar a tela do seu celular. Eram mensagens de conselheiros, sócios e amigos corintianos do presidente do Timão prevendo um possível confronto com o rival Palmeiras nas quartas de final do torneio sul-americano.

O cartola não é muito ativo nas redes sociais, mas também ficou ciente do "bombardeio" que suas contas no Instagram e Twitter (desativada) receberam. O teor das postagens era quase sempre o mesmo: torcedores clamando pela manutenção do elenco e pedindo investimentos de olho em um possível Dérbi histórico em setembro.

A chance de vingar as eliminações em 1999 e 2000 mexem com a Fiel torcida, mas não com o presidente. Andrés afirma que o Corinthians tem de ganhar sempre, não só desta vez, e que o planejamento traçado pela diretoria será mantido.

Andrés não perdeu seu lado arrojado, marca de sua primeira gestão, na década passada, mas sabe que não pode cometer loucuras no momento. O clube de Parque São Jorge enfrenta difícil situação financeira, tendo registrado déficit de R$ 2,6 milhões no primeiro trimestre de 2018. A dívida alvinegra também aumentou.

Neste sentido, a venda de atletas durante a Copa do Mundo é praticamente inevitável. Maycon já está negociado com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e membros da direção corintiana dão como certa a saída do zagueiro Balbuena. O Celta, da Espanha, tem negociações com o paraguaio.

Porém, Andrés argumenta que reforçar o caixa não é o principal motivo para as transferências. Segundo ele, o clube fica sem alternativas quando os atletas querem ser negociados:

– O ano todo se fala que o Corinthians está sem dinheiro. Aí se vende, é (contestado) porque vendeu. Se não compra, é porque não tem dinheiro para comprar. O Corinthians não está sem dinheiro, e o Corinthians não quer vender ninguém. Só que todo mundo sabe que, antes de fechar com o clube, os caras fecham com o jogador. E aí o jogador faz um tormento para ser vendido – declarou o dirigente, após o empate em 1 a 1 com o Santos, na última quarta-feira.

O clube pretende repor possíveis saídas no meio da temporada e fazer outras contratações, mas sem grandes investimentos. A prioridade é encontrar atletas que possam chegar de graça ou com custo baixo. Também será mantida a política de apostar em jovens vistos como promissores, como foi com Matheus Matias, Bruno Xavier e Thiaguinho.

Quanto a Osmar Loss, o técnico segue bancado pela diretoria, apesar do início ruim, com apenas uma vitória em cinco jogos. A cúpula do Timão entende que é preciso dar mais tempo ao ex-auxiliar e vê falta de opções no mercado.

Apesar das turbulências e imprevistos, como o possível Dérbi, o Corinthians não pretende alterar a sua rota.

 

 

Veja também:
© Copyright 2012 BASTOS JÁ. Política de Privacidade | by designer - E.I.G Soluções