Fechar
Esportes

Garotos marcam, e Palmeiras vence a Ferroviária pelo Paulistão

14 de Março de 2021

20h48

Fonte: globoesporte.globo.com

Tudo no segundo tempo
Enquanto os titulares descansam, os reservas do Palmeiras vão somando pontos no Campeonato Paulista. Neste domingo, o Verdão bateu a Ferroviária por 2 a 0, no Allianz Parque, e obteve a segunda vitória consecutiva no estadual. O volante Danilo, no início do segundo tempo, e o atacante Rafael Elias, ex-Papagaio, já nos acréscimos, fizeram os gols.

Classificação
O Palmeiras tem agora sete pontos no Grupo C, mesma pontuação do Ituano. A primeira derrota no Paulistão faz a Ferroviária permanecer também com sete pontos, dividindo a liderança do Grupo B com o São Paulo.

Primeiro tempo
Palmeiras e Ferroviária fizeram um jogo de muita movimentação, mas sem nenhuma chance de gol. O Verdão teve dificuldade de passar pela forte marcação. Faltou também mais velocidade na troca de passes para conseguir furar o bloqueio. Bem recuada, a equipe de Araraquara se fechou bem, teve espaços para contra-atacar, mas também não soube aproveitar. Lucas Lima, destaque palmeirense neste início de Paulistão, ficou preso entre os defensores e pouco produziu.

Segundo tempo
O Palmeiras conseguiu uma brecha no início do segundo tempo para ficar em vantagem no placar. Em jogada ensaiada de escanteio, aos dez minutos, Scarpa cruzou na cabeça de Danilo. O volante apareceu livre e desviou no canto esquerdo de Saulo. Aos 18, Gabriel Menino teve grande chance na pequena área, mas furou na hora da finalização. A Ferroviária quase empatou aos 22, em cabeceio de Meritão que explodiu em Mayke. Nos acréscimos, o Palmeiras fez o segundo. Em vacilo da defesa, Rafael Elias se antecipou à saída do goleiro Saulo e desviou para as redes.

Jogo em Minas?
Apesar da paralisação do Paulistão começar nesta segunda, o Palmeiras pode enfrentar o São Bento no estádio Independência, em Belo Horizonte, na quarta-feira. A Federação Paulista de Futebol cogita levar o jogo para Minas Gerais por conta das restrições impostas pelo governo de São Paulo. A decisão será tomada em reuniões nesta segunda.