Fechar
Região

Polícia Ambiental apreende petrechos de pesca no Rio do Peixe em Parapuã

28 de Janeiro de 2022

17h21

Redação Bastos Já

A Polícia Militar Ambiental de Tupã apreendeu duas redes utilizadas em pesca predatória no Rio do Peixe, município de Parapuã, nesta sexta-feira, dia 28. A ocorrência de “recolhimento de petrecho de pesca, foi registrada pelo cabo Torres e soldado Moraes (equipe Terrestre) e cabo Piazentin, cabo Rodrigueiro e soldado Vesu (equipe Embarcação).

Durante a Operação Piracema 2021/2022 a equipe de Policiamento Náutico realizava patrulhamento no Rio do Peixe e localizou duas redes de emalhar, armadas no ambiente aquático nas proximidades de uma rancho e próximo ao córrego Canguçu. Também foi localizado armado um anzol de galho. Não havia nenhum pescado capturado.



Ainda segundo a Polícia Ambiental, foram apreendidas duas redes sendo uma de 5 metros de comprimento por 2,00 metros de altura com malhas de 120 milímetros e outra de3 metros de comprimento por 1,50 metros de altura com malhas de 150 milímetros. As redes foram apreendidas e ficarão depositados na sede da Base Operacional de Tupã, aguardando o prazo regulamentar para destruição.

Ainda durante patrulhamento, a equipe avistou, na confluência com o Rio Confusão, um indivíduo praticando a pesca predatória com utilização de tarrafa. O indivíduo ao notar a embarcação da Polícia Ambiental, pegou o petrecho e embrenhou-se na mata ciliar. A equipe atracou a embarcação e seguiu os rastros porém não foi possível localizar o indivíduo. 

A Polícia Militar Ambiental destaca que a operação: "É a Polícia Militar Ambiental na vanguarda do combate ao aquecimento global, por meio da conservação da biodiversidade alinhada ao desenvolvimento econômico sustentável."