sábado, 20 de Janeiro de 2018
bannerAbs

Notícias / Esportes

Xará do lutador, José Aldo brilha na estreia e quer título da Copinha com Palmeiras

04/01/2018

15h16

Fonte: globoesporte.globo.com

Foi ele marcar os dois primeiros gols do Palmeiras nessa terça-feira, 2, na vitória por 3 a 0 sobre Luverdense, pela estreia da Copinha, para chamar atenção. Primeiramente, pelos feitos. Mas também pelo nome: José Aldo. Xará do lutador brasileiro, que já foi campeão do peso-pena do UFC, o meia do Verdão já está acostumado com a comparação.

– É bom (ter o lutador como xará). O José Aldo lutador é um grande exemplo no nosso esporte brasileiro. Não me incomodo com isso. (Admiro) a perseverança dele no início da carreira. Ele não desistiu. Isso é o que trago comigo. Um legado dele – comentou o jogador.

José Aldo vive bom momento na base do Palmeiras. No fim de 2017, marcou de pênalti o gol que deu a vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta e que garantiu o título do Paulista Sub-20 para o Verdão. Dono da camisa 10 e capitão do time na Copa São Paulo, começou o ano com esses dois gols sobre o Luverdense.

– Não só eu (começou bem). A equipe toda começou bem, a todo vapor. Conseguimos fazer dois gols. Depois, demos uma relaxada. Mas, no intervalo, conversamos e voltamos para o segundo tempo mais ligados – comentou.

O Palmeiras divide a liderança do Grupo 27 da Copa São Paulo de Futebol Junior com o Taubaté, que também tem três pontos e três gols de saldo. Na sexta-feira, 5, o Verdão encara o Moto Club-MA, às 21h30, no estádio Joaquinzão, em Taubaté, com transmissão em tempo real do GloboEsporte.com.

O Alviverde tenta neste ano conquistar o primeiro título da competição. Em 2003 e 1970, a equipe bateu na trave, quando ficou com o vice-campeonato.

– É uma pressão positiva. Serve de motivação. É o que a gente conversa. O Palmeiras é uma equipe grande. Colocamos isso na cabeça. É um objetivo nosso conquistar o título – comentou José Aldo.

– Seria uma honra muito grande (conquistar o título como capitão). Um privilégio. Mas a liderança a gente divide em campo. Independente do capitão, o mais importante é o título – afirmou.

O meia tem 19 anos e é natural de Surubim-PE. Chegou ao Palmeiras em 2015 após ser artilheiro do campeonato catarinense sub-17 e se destacar em um amistoso contra o Verdão. Nesse jogo, inclusive, José Aldo marcou um gol olímpico. O atleta tem o pai, que já foi jogador, como o principal espelho. Mas, no Palmeiras, procura se espelhar em Guerra, Tchê Tchê e Veiga por terem características semelhantes.

Veja também:
© Copyright 2012 BASTOS JÁ. Política de Privacidade | by designer - E.I.G Soluções