Fechar
Região

Ao averiguarem tribunal do crime, PMs de Tupã e Marília realizam prisões por tráfico, capturam foragido e apreendem droga e revólveres

04 de Agosto de 2019

11h34

Redação Bastos Já

Uma ação desenvolvida por policiais militares de Tupã, com apoio de PMs de Marília, para averiguação de um tribunal do crime que seria promovido por membros de uma facção criminosa, resultou na prisão de indivíduos acusados de tráfico de drogas, associação ao tráfico e porte ilegal de arma de fogo e capturaram um foragido da Justiça. O caso, registrado por volta das 20h15 desse sábado (3), aconteceu na Rua Sussumo Suguiura, no Jardim Aritana, em Tupã (SP). Atuaram na ocorrência as equipes do Tático Comando e de Força Tática das cidades de Marília e Tupã.

Segundo informações da Polícia Militar, através de denúncia anônima foi apurado que indivíduos pertencentes a uma facção criminosa estavam se deslocando de Marília para participarem de um "tribunal do crime" na cidade de Tupã. As equipes do Tático Comando e de Força Tática de Marília e Tupã iniciaram uma ação policial fim de levantar informações do local exato da reunião dos criminosos, sendo apurado que todos estavam reunidos em uma residência situada na Rua Sussumo Suguiura, no Jardim Aritana. 

As viaturas de Força Tática foram mobilizadas para o local onde os PMs notaram que dois indivíduos, que estavam no portão da residência, adentraram em um Gol, placas de Canitar (SP), e iniciaram fuga, porém, foram seguidos pela viatura de Tático Comando e abordados. Em busca foi encontrado sob o banco do veículo um tijolo de erva presada semelhante a maconha. Ainda segundo a PM, ao verem as viaturas, outros indivíduos que estavam no interior da residência tentaram empreender fuga a pé pela frente do imóvel. Dois foram abordados em frente da casa e um deles dispensou um objeto na via, que se tratava de um revólver calibre 22, municiado com sete cartuchos intacto e com numeração inexistente. Um terceiro indivíduo saiu em desabalada carreira, sendo acompanhado e detido nas imediações.

A Polícia Militar informou ainda que os PMs observaram tumulto em uma casa vizinha e verificarem descobriram que entre os moradores havia um outro indivíduo que pulou o muro e tentava se evadir-se do local, más também foi detido. Em sequência ao trabalho, os policiais militares realizaram incursão no primeiro imóvel e foi localizado um revólver calibre 38 com numeração suprimida e que estava caído no corredor lateral da casa. No interior do imóvel, mais precisamente na sala de jantar, foi notado que sobre a mesa havia grande quantidade de entorpecentes, bem como produtos para mistura e apetrechos para acondicionamento e fracionamento da droga. Diante das circunstâncias o local foi devidamente isolado e preservado para realização de perícia técnica. 

Durante atendimento da ocorrência, os policiais militares realizaram consulta via Copom e constaram que um dos indivíduos que foi abordado saindo da residência se encontrava procurado pela justiça pelo crime de tráfico de drogas. Os acusados receberam voz de prisão em flagrante delito e foram encaminhados a Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde, após formalidades e serviço de perícia, permaneceram em cárcere pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, associação ao tráfico e captura de procurado pela justiça. O entorpecente, objetos, aparelho de telefonia celular, veículo e uma certa quantia em dinheiro foram devidamente apreendidos em auto próprio.