Fechar
Região

Acidente com ônibus deixa um estudante morto e dezenas de feridos em Regente Feijó

14 de Agosto de 2019

18h55

Fonte: Por G1 Presidente Prudente e TV Fronteira

Um acidente de trânsito envolvendo um ônibus da Universidade do Oeste Paulista (Unoeste) deixou um adolescente de 17 anos morto e mais de 30 pessoas feridas, sendo seis em estado considerado grave. O fato ocorreu na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Regente Feijó (SP), por volta da 0h50 desta quarta-feira (14). O veículo já foi retirado do local.

O ônibus estava com alunos de Sistemas de Informação, Ciências da Computação e outros cursos da área de tecnologia que voltavam do Estado do Paraná, onde haviam visitado uma fábrica de automóveis.

O estudante que morreu vítima do acidente é Hernandes Montaño Silva, de 17 anos, que cursava Sistemas de Informação.

Pane
Conforme informou a Polícia Militar Rodoviária, no local foi constatado que o ônibus transitava pela Rodovia José Batista de Souza (SP-483) rumo à SP-270 quando, de acordo com o motorista, ao se aproximar do trevo de acesso à Raposo Tavares, houve uma pane no sistema de freios.

No intuito de evitar uma colisão traseira contra outro ônibus, o motorista relatou aos policiais que deslocou o veículo que conduzia para a faixa de acesso à esquerda, no sentido leste da SP-270, momento em que perdeu o controle da direção, colidiu contra uma defensa, tombou na Raposo Tavares e foi se arrastando até parar no canteiro central da rodovia.

Entre as vítimas feridas:

24 pessoas foram encaminhadas ao Hospital Regional (HR), em Presidente Prudente (SP), para receber atendimento médico. Destas, 12 já foram liberadas e outras 12 "permanecem em observação" em "estado estável".
Nove pessoas foram para a Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente. Destas, três (de 18 e 20) permanecem internadas e sete já foram liberadas; o estudante de 18 anos passou por cirurgia e seu estado de saúde "é considerado estável" e o de 20 anos está "em observação".
Quatro foram para um hospital particular de Presidente Prudente. Uma pessoa continua internada, passando por cirurgia, e três já foram liberadas.

O condutor aceitou passar pelo teste bafômetro, que não indicou qualquer concentração de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

O veículo e o local permaneceram preservados no local dos fatos até a chegada da Polícia Técnico-Científica para a a realização da perícia.

O atendimento da ocorrência contou com diversas modalidades de policiamento, bem como com equipes do Corpo de Bombeiros, da Concessionária Auto Raposo Tavares (Cart) e de ambulâncias municipais.

Durante o atendimento da ocorrência, o trânsito ficou prejudico no local e foi controlado pelo policiamento rodoviário com o auxílio de sinalização horizontal. As faixas de ambos os sentidos foram interditadas.

Tristeza
Em um comunicado à imprensa, a Unoeste declarou, "com muita tristeza", que o acidente aconteceu no retorno de uma viagem de alunos e professores da Faculdade de Informática de Presidente Prudente (Fipp).

“Tratava-se de uma viagem acadêmica a uma fábrica de veículos em São José dos Pinhais (PR). Totalizando 38 pessoas, sendo 31 estudantes, 4 professores, 1 funcionário administrativo e 2 motoristas. Um aluno veio a óbito e demais feridos foram levados aos hospitais de Presidente Prudente. O acidente foi na alça de acesso da Rodovia Raposo Tavares, em Regente Feijó”, informou.

A universidade ainda pontuou que acionou as psicólogas do Serviço de Apoio Psicopedagógico ao Estudante (SUAPp) e que presta suporte às vítimas e famílias.

“A Unoeste decretou luto oficial, com suspensão de aulas nesta quarta-feira (14) para todos os cursos da universidade dos campi de Presidente Prudente, com exceção daqueles que realizam atividades práticas de atendimento à comunidade. Na Faculdade de Informática (Fipp) a suspensão será de 3 dias. O funcionamento administrativo segue normalmente”, finalizou.

Manutenção
“A princípio, temos uma informação de que houve uma falha mecânica no ônibus, mas quem vai comprovar isso será a perícia”, disse o supervisor de segurança da Unoeste, Edson Aparecido Torchi Duro.

“Então, nós temos de aguardar agora a perícia para realmente sabermos o que houve e corrigirmos alguma falha, se houve falha”, salientou.

Torchi Duro pontuou que a universidade adota medidas de manutenção de sua frota de veículos, o que inclui os ônibus.

“A universidade tem uma central de veículos, é uma oficina preparada para lidar com toda a frota da universidade. Nós temos veículos pequenos, de médio porte, tratores, caminhões e os ônibus. Profissionais preparados para lidar com esse tipo de equipamento. Existe a manutenção normal, que é por quilometragem, e após toda viagem é feita uma manutenção de checar se teve alguma peça que avariou, até a parte interna dele, se tem a parte estética. A faculdade se preocupa muito com isso”, explicou.

Segundo o supervisor de segurança, o ônibus envolvido no acidente em Regente Feijó ficou recolhido em um pátio da própria universidade, em um local preservado, à espera do resultado da perícia para depois ser liberado.

Ainda de acordo com Torchi Duro, não houve nenhuma anormalidade no planejamento e na execução da viagem com os estudantes que visitaram a montadora de veículos no Estado do Paraná.

“Não teve nenhum relato de problema até o momento do acidente”, ponderou.

“Só temos agora de aguardar a perícia para ver o real motivo do acidente”, enfatizou Torchi Duro.