Fechar
Geral

Trump apresenta plano de três fases para reabertura de estados nos EUA a partir do fim deste mês

17 de Abril de 2020

10h38

Por G1

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu aos governadores reabrirem a economia do país em três fases, com alguns deles – menos afetados pela pandemia de coronavírus – inciando já este mês a reabertura de alguns tipos de estabelecimentos comerciais.

Em uma entrevista coletiva, Trump chamou o coronavírus de "inimigo invisível", mas voltou a afirmar que os EUA passaram do pico em novos casos e disse que "agora estamos prontos para começar a vida novamente", de uma maneira "segura, estruturada e muito responsável".

O presidente pediu então ao vice-presidente, Mike Pence, e à coordenadora da força tarefa da Casa Branca contra o coronavírus, dra. Deborah Birx, que falassem sobre o que constituiria cada fase, discutida mais cedo por telefone com os governadores.

Para que seja possível transitar de uma fase para outra, uma série de itens deverão ser observados, como a realização de testes em massa e o cumprimento de critérios pré-estabelecidos no plano (veja aqui, em inglês).

Fase 1:

    Grandes restaurantes, cinemas e academias podem voltar a funcionar, adotando rigorosas normas de distanciamento social e higiene.

    Bares, escolas e creches continuam fechados

    Cirurgias eletivas podem voltar a ser realizadas, de acordo com a disponibilidade clínica

    Visitas a hospitais e casas de repouso continuam proibidas

    Não são permitidas reuniões de grupos de mais de dez pessoas.

Fase 2:

    Escolas podem reabrir

    Viagens não essenciais podem ser retomadas

    Uma gama maior de estabelecimentos pode reabrir

    Bares voltam a funcionar, desde que controlem a quantidade de frequentadores

    Não são recomendadas aglomerações com mais de 50 pessoas

    O trabalho à distância continua sendo incentivado

    Áreas comuns que sirvam para congregação e interação devem permanecer fechadas

    Regras de distanciamento social continuam valendo.

Fase 3:

    Pessoas consideradas vulneráveis sob o ponto de vista médico (idosos e portadores de algumas doenças) podem voltar a interargir publicamente, mas ainda mantendo distanciamento

    Integrantes dos grupos considerados de baixo risco devem limitar seu tempo em ambientes com muitas pessoas.

    Visitas a hospitais e casas de repouso podem ser autorizadas.

A decisão sobre o fim das quarentenas é de responsabilidade de cada governador, assim como foi na ocasião em que elas foram instituídas.

De acordo com o presidente, ele sugeriu que alguns estados comecem suas reaberturas no dia 1 de maio, ou até mesmo antes, dependendo da situação em que se encontrem em relação à pandemia.

Nova York, o estado mais afetado do país, já havia anunciado mais cedo que irá estender sua ordem para que os cidadãos permaneçam em suas casas até o dia 15 de maio. Apenas na cidade de Nova York, quase 11 mil pessoas já morreram.

Os Estados Unidos são o país com o maior número de casos confirmados de Covid-19 no mundo, e também com o maior número de mortes causadas pela doença. No final da tarde desta quinta-feira, segundo a universidade Johns Hopkins, eram 654.301 casos e 31.628 mortes.