Fechar
Região

CDHU realiza sorteio virtual de 189 casas populares em Salmourão e Caiabu

23 de Julho de 2020

08h23

Por G1 Presidente Prudente

Nesta quinta-feira (23), a Secretaria de Estado da Habitação e a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) realizam sorteios virtuais de 189 casas na região de Presidente Prudente, com transmissão ao vivo pela Internet.

Serão 104 moradias para Salmourão e 85 para Caiabu. Todo o processo terá acompanhamento de uma empresa de auditoria externa, garantindo a lisura e transparência do sorteio eletrônico.

Ao todo, serão realizados 126 sorteios eletrônicos de 12.759 unidades habitacionais para 118 municípios para os próximos meses. Os antigos sorteios presenciais de moradias da CDHU reuniam milhares de inscritos em estádios, ginásios de esportes ou praças de cidades do interior.

Para evitar aglomerações por causa da pandemia da Covid-19, a escolha dos candidatos a uma moradia passou, agora, a ser feita pela versão digital, sem plateia e com transmissão direta de um estúdio montando na sede da Companhia, no centro de São Paulo, duas vezes por semana. Os interessados e o público em geral poderão acompanhar ao vivo pelo
Facebook e canal do YouTube da Secretaria da Habitação e da CDHU.

"É um sistema novo, com tecnologia, toda segurança, auditoria, transmissão pelas redes sociais, com notícias nos veículos de comunicação. E assim começamos um novo processo, o do sorteio virtual. Fizemos todas as etapas necessárias para que os sorteios tenham credibilidade, com testes, ensaios, auditorias, e para garantir transparência para a seleção das famílias de forma igualitária", afirmou o secretário de Estado da Habitação, Flavio Amary.

Como funciona

Diferente do habitual, o sorteio será eletrônico é realizado em duas etapas. Na primeira será sorteada a sequência numérica que formará a "semente", composta por oito números sorteados através das duas urnas instaladas no auditório da CDHU, em São Paulo.

Na segunda etapa, as moradias serão sorteadas pelo computador através de um programa especial, em código aberto, baseado em algoritmo matemático randômico, desenvolvido pelos técnicos da CDHU. Foi utilizada uma chave simétrica, capaz de garantir a segurança dos resultados dos sorteios. Além disso, todo o processo será auditado por uma empresa de auditoria externa.

Todas as informações sobre o sorteio serão registradas em ata e publicada no
site da CDHU, após validação da auditoria externa contratada. Esses sorteios serão realizados sem plateia, seguindo as orientações do Centro de Contingência do Coronavírus do Governo de São Paulo, para evitar aglomerações.

Às 10h tem início o sorteio das 104 moradias para Salmourão. Estão inscritas 698 famílias. Do total de unidades, seis são para idosos, oito para pessoas deficientes, duas para indivíduos sós, duas policiais e agentes penitenciários, 75 para famílias com renda entre um e cinco salários mínimos e 11 para famílias com renda entre 5,01 e 10 salários mínimos. O empreendimento Salmourão-C está sendo construído na Estrada Municipal e conta com investimentos de R$ 7,2 milhões.

Para Caiabu, o sorteio será às 11h, com 523 inscritos para concorrer a 85 casas. As unidades estão distribuídas da seguinte forma: 63 para famílias com renda entre um e cinco salários mínimos, nove para famílias com renda entre 5,01 e 10 salários mínimos, cinco são para idosos, seis para pessoas deficientes e duas para indivíduos sós. Com R$ 6,3 milhões de investimentos o empreendimento Caiabu-G está sendo edificado na Rua Dois.

Para concorrer aos imóveis, os inscritos devem morar ou trabalhar no município há pelo menos cinco anos, ter renda familiar entre um e dez salários mínimos, não ser proprietário de imóvel, não possuir financiamento habitacional e não ter sido atendido anteriormente por programas habitacionais.

As casas têm dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e lavanderia. As unidades respeitam e incorporam as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade pela Companhia, como pisos cerâmicos com rodapé e laje de concreto em todos os cômodos, azulejos nas paredes hidráulicas, estrutura metálica nos telhados, sistema gerador de energia para e muro de divisa entre os lotes.

O empreendimento conta com infraestrutura completa: redes públicas de água, elétrica, gás e esgoto; pavimentação das vias do entorno, drenagem, calçadas, paisagismo e iluminação pública.