Fechar
Região

Ladrões invadem sítio e furtam 20 cabeças de gado em Paraguaçu Paulista; Polícia Civil de Pompeia recupera 12 animais furtados

20 de Agosto de 2020

09h12

Por G1 Bauru e Marília

Uma propriedade rural que fica às margens da Rodovia Manilio Gobbi (SP-284), em Paraguaçu Paulista (SP), foi alvo da ação de ladrões que levaram 20 cabeças de gado nelore na madrugada desta terça-feira (18).

Segundo o pecuarista, que é genro do dono do sítio, os ladrões chegaram à propriedade durante a madrugada sob forte chuva, encostaram um caminhão, cortaram cadeados e correntes, e levaram os animais.

Durante a ação, os criminosos ainda mataram uma novilha que foi deixada perto da mangueira onde os animais foram embarcados no caminhão.

Segundo o pecuarista, os animais eram todos da raça Nelore, fêmeas, de 14 meses, e marcados com a sigla AA. O prejuízo é avaliado em cerca de R$ 50 mil.

Além do prejuízo, o pecuarista relata a revolta e a preocupação com o que ele classifica como uma onda de furtos deste tipo na região.

Segundo ele, pequenos sítios têm sido atacados com frequência na região e, nos últimos três meses, já teriam sido furtados cerca de 150 cabeças de gado e nove tratores.

“Aqui mesmo no nosso sítio já fomos furtados outras vezes, perdemos novilhas, carneiros, implementos e até uma caminhonete nova. A gente espera que a polícia possa atuar para interromper com isso”, disse o pecuarista.

A Polícia Científica esteve no local para fazer a perícia e a Polícia Civil investiga o caso.

Gado recuperado em Pompeia

Em Pompeia, a Polícia Civil recuperou na manhã de terça-feira (18) um total de 12 cabeças de gado que haviam sido furtadas de uma propriedade rural do município no último final de semana. Os animais foram encontrados em uma fazenda em Rosália, distrito de Marília.



O crime foi comunicado à polícia na manhã de segunda-feira, quando a vítima compareceu à delegacia informando que 12 novilhas haviam sido levadas de seu sítio no sábado (15), sendo que alguns vizinhos contaram ter visto um caminhão no local.

Após investigação, a polícia conseguiu identificar a localização dos animais, que foram encontrados em uma fazenda em Rosália. O receptador foi identificado, mas não estava no local e ninguém foi preso.

Os animais, avaliados em R$ 24 mil, foram devolvidos ao dono. A Polícia Civil segue com as investigações para identificar os envolvidos no crime.