Fechar
Região

Acusado de ferir irmão, jovem de 23 anos é preso por porte ilegal de arma de fogo em Quatá

06 de Setembro de 2020

12h02

Redação Bastos Já

Um jovem de 23 anos foi preso em flagrante acusado de porte ilegal de arma de fogo, lesão corporal e ameaça em Quatá, na noite desse sábado, dia 5. A vítima, que tem 20 anos e foi atendida inicialmente na Santa Casa de Quatá com um ferimento em um dos olhos, acusou o irmão de ter efetuado um disparo de espingarda contra sua pessoa.

Segundo informações, por volta das 19h00 o 1º sargento Nascimento e cabo Álvares foram até um determinado endereço onde uma pessoa havia sido ferida depois de uma briga com outro indivíduo e uso de arma branca (faca). Ao chegarem no local os policiais foram informados que havia dado entrada na Santa Casa de Quatá um indivíduo com possível perfuração no olho ocasionado por arma de fogo.

Os policiais foram para a Santa Casa e encontraram a vítima já no interior de uma ambulância para ser transferida para o Hospital de Rancharia. Ainda segundo a PM, a vítima informou que se desentendeu com seu irmão que disparou um tiro de arma de fogo em seu olho, e que o acusado estaria na residência onde ambos residem em uma fazenda jangada do município de Quatá.

A equipe foi até a propriedade e ao adentrar no carreador para acessar a casa avistou o acusado agachado no escuro, tentando esconder uma espingarda tipo cartucheira, calibre 28, que tinha dois cartuchos. O jovem foi abordado e alegou de pronto que a arma que estava tentando esconder era de seu genitor, o que não foi comprovado posteriormente, e que havia golpeado seu irmão com um pedaço de ferro, mas não apresentou esse objeto para apreensão.

O rapaz justificou que não havia disparado com espingarda no olho do seu irmão, más por fim, diante da materialidade do delito, recebeu voz de prisão e, juntamente com a arma apreendida, foi conduzido a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Tupã. O delegado Welington Ubiratã, após ciência do ocorrido, ratificou a voz de prisão em flagrante delito com incurso no (estatuto do desarmamento) e o indiciado a disposição da justiça, para posterior audiência de custodia.