Fechar
Região

Tupã: Leilão do Detran tem veículos com lance inicial de R$ 600; saiba como participar

14 de Novembro de 2020

09h17

Fonte: Tupã City

Um dos momentos mais esperados pelos moradores de Tupã chegou. O leilão de veículos apreendidos com ou sem documento (para sucata) promovido pelo Departamento de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), começa nesta segunda-feira, dia 16.

Conforme noticiado pelo TupãCity, os lotes, ofertados para pagamento à vista, estão divididas em duas categorias: documentados e desmonte (veja mais detalhes abaixo).

Na primeira categoria há veículos que está disponível para o público em geral com lance inicial de R$ 600. Confira aqui.

Já a segunda categoria, que é voltada à empresas cadastradas no Detran-Sp, há veículos (sucatas e não podem voltar a circular) com lances iniciais de R$ 100. Confira aqui.

Vale destacar que podem participar do leilão de veículos documentados, pessoas físicas, maiores de 18 anos ou pessoas jurídicas. Já na modalidade "em fim de vida útil para desmonte” apenas pessoas jurídicas devidamente credenciadas no Detran-SP podem participar.

Oportunidade para comprar um carro barato

Fonte: Jornal Diário de Tupã

Quem está à procura de uma oportunidade para comprar um carro barato, através de leilão realizado pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), já pode consultar o edital de leilão.

São oferecidos lotes de veículos com documentos, ou seja, que poderão rodar por ruas e estradas do País. E também apenas para sucata. São veículos de passeio, utilitários e motos. Cada lote deverá ser bem avaliado antes do lance, já que todo o leilão será feito na forma virtual.

Os veículos serão vendidos pela melhor oferta individual, no estado em que se encontram, estando nos pátios terceirizados de Tupã. Os veículos relacionados para leilão nas modalidades com direito a documento, fim de vida útil para desmonte, serão denominados como “lotes” e serão alienados individualmente. O leilão será realizado apenas na forma online.

Os veículos com direito à documentação terão abertura dos lances no próximo dia 16, uma segunda-feira, às 10 horas, e fechamento no dia 19, a partir das 10 horas. Já os veículos em fim de vida útil, para sucata, terão abertura dos lances no dia 16, às 10 horas, e fechamento no dia 23, a partir das 10:00 horas.

Os lotes não arrematados na modalidade com direito à documentação, mesmo após o repasse, serão vendidos sem direito à documentação no mesmo leilão.

Todo interessado poderá inspecionar, visualmente, todos os veículos automotores, nos dias e horários estabelecidos. A visita ao Pátio Tupã, situado na Rua Andreia Seiscento Velini 20/21, para inspeção visual dos veículos, poderá ser feita pelos interessados nos dias 12 e 13 de novembro, no horário das 9 às 17 horas.

Poderão inscrever-se para habilitação às aquisições em leilão de veículo na modalidade “com direito a documento”, pessoas físicas, maiores de 18 anos ou pessoas jurídicas e na modalidade “em fim de vida útil para desmonte” apenas pessoas jurídicas devidamente credenciadas no Detran-SP.

O arrematante habilitado será identificado por um número aleatório e não sequencial, gerado pelo próprio sistema do processo de venda online, não podendo ser identificado por nome ou qualquer apelido.

Será considerada arrematante a pessoa física ou jurídica que oferecer pelo lote o lance de maior valor. Na sucessão de lances, a diferença entre o valor de cada um não poderá ser inferior ao percentual ou à quantia fixa indicada pelo leiloeiro oficial no início da arrematação de cada lote.  O lote não arrematado será devolvido ao acervo para ser novamente apregoado pelo leiloeiro oficial no mesmo evento, imediatamente após o pregão do último lote.

Os lotes serão ofertados para pagamento à vista. O arrematante deverá efetuar o pagamento do valor da arrematação, na forma estabelecida pelo Detran-SP em conjunto com o leiloeiro. O pagamento deverá ser feito por TED, depósito ou transferência bancária em conta do Banco Itaú.

Os veículos leiloados “com direito a documento” somente serão liberados aos arrematantes após a regularização do registro do veículo, por meio da retirada dos eventuais bloqueios e gravames, quitação ou desvinculação de eventuais débitos e a inscrição em seu nome do registro da “comunicação de venda” pela unidade onde ocorreu o leilão.

Após a retirada do veículo no pátio, deverão aguardar as baixas e desvinculações dos débitos vinculados ao veículo, para efetuar o laudo de vistoria e a liberação para a transferência.

As despesas decorrentes da transferência do veículo, IPVA 2020, Seguro Obrigatório (DPVAT) ao ano referente à aquisição, levando-se em conta a data do leilão, serão de responsabilidade do adquirente, assim como a Taxa de Licenciamento atual 2020.

A existência de eventuais taxas de licenciamentos anteriores ao ano de 2020 que não forem quitadas, em razão do valor do arremate não ter sido suficiente para pagá-las, serão liquidadas pelo arrematante.

O veículo “com direito a documento” poderá voltar a circular, desde que o arrematante tome todas as providências necessárias, no prazo e forma exigidos no Código de Trânsito Brasileiro, para colocá-lo novamente em circulação.