Fechar
Esportes

Santos e Ceará só empatam na Vila Belmiro e frustram objetivos na tabela

28 de Dezembro de 2020

00h23

Fonte: globoesporte.globo.com

Bom para quem?
Santos e Ceará empataram por 1 a 1 na noite deste domingo, na Vila Belmiro, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em jogo bem aberto e com chance para os dois lados, Marinho abriu o placar para os donos da casa, e Samuel Xavier empatou para os visitantes. O Peixe foi melhor no jogo, mas não conseguiu transformar a superioridade em mais gols. O Vozão, por sua vez, criou bons contra-ataques, em especial no segundo tempo, mas vacilou no passe final. Agora, o Santos está há quatro rodadas sem vencer na competição, e o Ceará freia a ascensão na tabela.

Como fica?
O Santos, com 39 pontos, aparece na oitava colocação, e o Ceará, com 36, é o décimo.

Primeiro tempo
O Santos acelerou no começo do jogo e não deu tempo de o Ceará respirar na Vila Belmiro. A primeira chance foi de Marinho, aos cinco minutos, em chute defendido por Fernando Prass. Na sequência, aos 10, o atacante do Peixe não perdoou. Soteldo arrancou em contra-ataque e cruzou para Diego Pituca ajeitar para Marinho bater rasteiro e abrir o placar. Irritado com a postura do Ceará no jogo, o técnico Guto Ferreira cobrou os jogadores à beira do campo. A bronca agitou o Vozão, que quase empatou aos 16 em chute de fora da área de Charles. John fez boa defesa. E depois aos 20, em cabeçada de Fernando Sobral por cima do gol, com perigo. O Santos, perigoso no contra-ataque, teve chances com Felipe Jonatan, Kaio Jorge e Marinho. Mas o Ceará foi mais eficaz a chegou ao empate aos 36. Após cruzamento da esquerda, Cléber cabeceou para grande defesa de John, mas Samuel Xavier completou para a rede no rebote. Na reta final do primeiro tempo, o Santos encaixou uma pressão na área do Ceará, mas não conseguiu colocar a bola dentro do gol. O mesmo para o Ceará, que chegou com perigo em chute de Vina defendido por John.

Segundo tempo
Os dois times partiram para o ataque na etapa final em busca da vitória. Mas depois que Diego Pituca chutou por cima do gol de Fernando Prass, aos oito minutos, o Santos iniciou uma pressão forte sobre o Ceará. Mesmo que sem finalizar com perigo, os donos da casa amassaram o adversário no campo de defesa por quase cinco minutos. Quando conseguiu sair da defesa, o Vozão encaixou um contra-ataque com Vina, mas sem sucesso. Aos 22 minutos, de voleio, Marinho tentou um golaço. Mas a bola desviou na zaga do Ceará. Na sequência do lance, Kaio Jorge, de cabeça, teve grande chance de marcar. Mas mandou por cima do gol de Fernando Prass. A resposta do Vozão, em contra-ataque, terminou gol incrível gol perdido por Vina após cruzamento de Saulo. Depois, aos 32, Saulo armou belo contra-ataque, mas, na hora de tocar para o meio, jogou em cima do zagueiro do Santos. A resposta do Peixe foi com Marinho, que chutou à queima-roupa, viu Prass fazer grande defesa e Tiago tirar em cima da linha. Marinho, então, cobrou escanteio, e Arthur Gomes, na pequena área, desviou para o gol. O VAR, porém, revisou o lance, e o árbitro marcou mão do atacante no lance. O empate, então, prevaleceu no placar.