Fechar
Região

Procon de Osvaldo Cruz alerta a população quanto ao golpe do falso boleto

09 de Fevereiro de 2021

10h04

Fonte: Portal Metrópole  / Acally Toledo

O golpe do boleto falso continua fazendo vítimas em Osvaldo Cruz. A prática envolve a falsificação de cobranças para fazer com que o pagamento vá para a conta bancária do golpista.

A reportagem do Portal Metrópole de Notícias conversou com técnico do Procon de Osvaldo Cruz Adenilson Barbosa, o Exclusivo, que informou o grande volume de pessoas que tem procurado o órgão por causa desse problema. “Desde os últimos dias do ano passado várias pessoas procuraram o Procon por causa dos falsos boletos. Normalmente a pessoa paga o boleto e depois a empresa verdadeira credora quer receber, pois o pagamento feito pela pessoa caiu na conta de um estelionatário. As vezes o nome do reclamante já está até inserido no serviço de proteção ao crédito por falta de pagamento.”, disse.

Adenilson Barbosa destacou que quando verifica o boleto ‘falso’, o Procon alerta que a pessoa caiu em um golpe. “Já recebemos o caso de uma pessoa que pagou o boleto de uma dívida que estava em R$14 mil, e que com o generoso desconto prometido, cairia para R$600. Depois de feito o pagamento desse falso boleto a pessoa descobre que sua situação continua pendente junto a empresa credora.”, pontuou o técnico.

A dica que o Procon passa para o consumidor é que entre em contato com a empresa e solicite seu boleto, mas não através de WhattsApp, Facebook, mas de forma direta, como pelo e-mail, por exemplo, além de se atentar aos últimos números do código de barra, que devem ser os mesmos números do valor real que se está pagando.

Segundo o Técnico do Procon, outra dica é questionar o beneficiário ao fazer o pagamento do boleto. “É sempre bom entrar em contato direto com a empresa credora, ou ainda ao chegar ao caixa da lotérica ou do banco, perguntar se o beneficiado é o banco que está indicado no boleto. Essa forma também é uma prática para evitar pagamento da dívida a um golpista e não ao verdadeiro credor. Os boletos chegam com o cabeçalho certinho da empresa, que é a verdadeira credora e isso ajuda a iludir o cidadão. Muitos desses pagamentos tem caído em bancos digitais, em conta eletrônica de um estelionatário. Aqui em Osvaldo Cruz tivemos casos de pessoas com prejuízos de R$38 mil, R$40 mil, R$1.200,00, R$1.500,00, todos pagamentos feitos a pessoas físicas em bancos digitais, o que dificulta demais o trabalho do Procon e da Polícia, onde quase sempre o dinheiro não é recuperado.”.

Qualquer dúvida entre em contato com o Procon pelo telefone (18)3528-9508.