Fechar
Região

Polícia Ambiental de Tupã apreende ave silvestre em residência de Borá

10 de Fevereiro de 2021

06h34

Redação Bastos Já – com informações cedidas por João Mário Trentini

A Polícia Ambiental de Tupã realizou a apreensão de um papagaio verdadeiro, ave silvestre nativa, que era mantido em uma gaiola em uma residência de Borá. Durante atendimento da ocorrência, de natureza “por ter em cativeiro”, nessa terça-feira (9) a equipe, composta pelo cabo Glaucimir, cabo Rodrigueiro e cabo Martiniano, lavrou um auto de infração ambiental de advertência ao morador responsável pelo local.

Segundo a Polícia Ambiental, durante a Operação Piracema e Interior Mais Seguro, a equipe foi acionada para atender um caso de manutenção de pássaros silvestre em cativeiro e ao chegar no local foi recebida pelo proprietário da residência, que ao saber do motivo da presença dos policiais franqueou a entrada e acompanhou a fiscalização, sendo encontrado o papagaio verdadeiro acondicionado em gaiola.

A Polícia Ambiental informou ainda que a ave silvestre, que estava livre das intempéries e de maus tratos, com água e alimentação em abundância, é uma espécie que não consta nas listas oficiais que definem os animais ameaçados de extinção (decreto estadual Nº 63.853/18 e portaria MMA 444/14). O morador disse a equipe que não tinha autorização do órgão competente para a criação da referida ave.

Diante do exposto, foi elaborado auto de infração ambiental “por ter em cativeiro espécime da fauna silvestre nativa sem autorização do órgão ambiental competente”, com penalidade de advertência. A Polícia Ambiental revelou também que ave silvestre nativa foi apreendida e destinada a órgão ambiental competente.