Fechar
Esportes

Corinthians bate o São Caetano e emenda segunda vitória no Paulistão

14 de Março de 2021

21h09

Fonte: globoesporte.globo.com

Resumão
O Corinthians emendou a segunda vitória no Campeonato Paulista ao bater o São Caetano por 1 a 0 na noite deste domingo. Bruno Méndez, zagueiro improvisado como lateral-esquerdo, fez o gol que garantiu mais três pontos ao Timão, que agora soma dois empates e dois triunfos na largada da competição. O jogo (muito ruim, repleto de erros) no estádio Anacleto Campanella, no ABC, foi o último do Paulistão antes de uma parada de duas semanas como medida de contenção do novo coronavírus – isso se uma reunião, marcada para a manhã desta segunda-feira, não mudar a decisão do governo estadual.

Na tabela
Com a vitória, o Corinthians se isolou na liderança do Grupo A, com oito pontos, três à frente do Santo André – derrotado pelo Bragantino na rodada. O São Caetano, com apenas um ponto, é o lanterna do Grupo D.

Próximos jogos
O Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Salgueiro-PE, na cidade de mesmo nome, pela Copa do Brasil. No Paulistão, o próximo jogo seria domingo, às 16h, contra o Mirassol, fora de casa, mas vai depender da reunião entre Federação Paulista, Ministério Público e governo estadual, nesta segunda-feira. Se a paralisação do campeonato for derrubada, tem São Caetano x Novorizontino também no domingo, às 18h15.

O primeiro gol
O gol de Bruno Méndez foi o primeiro do uruguaio com a camisa do Corinthians. Ele disputou 34 partidas pelo clube. Curiosamente, o zagueiro conseguiu balançar a rede jogando improvisado – quebrou o galho como lateral-esquerdo.

Primeiro tempo
Com 15 minutos de jogo, as duas únicas chances claras eram do São Caetano, em um sinal das dificuldades do Corinthians em campo. Com um volante de marcação (Gabriel) e recheado de meias mais ofensivos (Mateus Vital, Luan, Otero e Rodrigo Varanda davam suporte a Jô na frente), o time não apresentava a criatividade esperada – prejudicado, em parte, pelo péssimo estado do gramado. A bola batia no campo de ataque e voltava, proporcionando ao Azulão oportunidades como o chute de Guilherme Castro, rente à trave, aos dois minutos, e o cabeceio de Lucas Dias, aos 15, também muito próximo do poste. O Timão só foi ameaçar aos 32, com Otero, pegando sobra de cruzamento de Fagner e mandando para fora. Com problemas por baixo, o jeito foi achar caminho por cima. Aos 41, Otero bateu escanteio, e Bruno Méndez emendou ótimo cabeceio, fora do alcance do goleiro Luiz: 1 a 0.

Segundo tempo
O intervalo não inspirou o Corinthians. As dificuldades se mantiveram, apesar das tentativas de alguns jogadores (caso de Luan) de criar espaço, de usar alguma criatividade. O alento para o Timão foi a incapacidade do São Caetano, muito frágil, de ameaçar na frente. O técnico Wilson Júnior fez uma série de mudanças, tentando mudar o cenário do jogo, mas sem sucesso. O Corinthians seguiu mais perto do gol, embora longe de jogar bem. Com muito mais erros do que acertos, muito mais jogadas atrapalhadas do que lances bem tramados, o jogo se arrastou até o fim praticamente sem chances de lado a lado.