Fechar
Esportes

Santos vence o Boca Juniors e renasce na Libertadores

11 de Maio de 2021

21h29

Fonte: globoesporte.globo.com

Vitória que dá fôlego!
O Santos está vivo na Libertadores! Na noite desta terça-feira, na Vila Belmiro, o Peixe venceu o Boca Juniors por 1 a 0, pela quarta rodada do Grupo C e ganhou fôlego no torneio. Depois de perder os dois primeiros jogos, o time brasileiro venceu os últimos dois e está na briga por uma vaga nas oitavas de final. Felipe Jonatan fez o único gol da partida, que marcou a estreia de Fernando Diniz. O técnico, porém, foi expulso por reclamação no segundo tempo, depois de confusão gerada por cartão errado dado pelo árbitro a Lucas Braga. No início da etapa final ainda houve um pênalti claro não dado para o Peixe – não existe VAR nessa fase da competição.

Como fica?
Com a vitória desta noite, o Santos chegou aos seis pontos e saltou para a segunda colocação do Grupo C, passando o Boca Juniors, também com seis, no saldo de gols. No outro jogo da chave, o The Strongest venceu o Barcelona de Guayaquil e também foi a seis pontos, mas, com saldo negativo, é o quarto colocado.

Primeiro tempo
Santos e Boca Juniors, como de costume nos encontros entre as equipes, fizeram um primeiro tempo aberto, com chances para ambos os lados. A primeira tentativa do Peixe foi aos quatro minutos, em chute de longe de Felipe Jonatan. A bola passou longe do gol. Dois minutos depois, o time argentino quase abriu o placar. Tévez perdeu chance incrível na pequena área, após cruzamento de Pavón. O atacante do Boca, aos 10, tentou de fora da área e obrigou João Paulo a defender em dois tempos. Como resposta, o Santos chegou bem com Kaio Jorge. Ele pedalou, se livrou de Izquierdoz e arriscou de fora da área. Rossi defendeu. Aos 20, após escanteio de Jean Mota, Kaio Jorge apareceu bem para finalizar, mas furou. Dez minutos depois, Jean Mota teve boa chance em cobrança de falta, mas mandou na barreira. O Boca também tentou dar trabalho ao Santos, mas a defesa do Peixe deu pouco espaço. E para melhorar a situação dos donos da casa, Felipe Jonatan abriu o placar aos 40 minutos. O lateral recebeu bom passe na grande área, driblou e chutou colocado.

Segundo tempo
A etapa final começou com polêmica. Em lance com Kaio Jorge na grande área, a bola bateu no braço de Izquierdoz, mas o árbitro não marcou pênalti (não tem VAR na fase de grupos da Libertadores). Em busca da reação, o Boca Juniors quase chegou ao empate aos cinco minutos, quando Tévez tentou por cobertura. A bola passou bem perto da trave. A partida ficou mais pegada no segundo tempo, com entradas mais fortes e disputas mais intensas. Na metade da etapa, uma confusão originada por um cartão amarelo errado para Lucas Braga por falta em Buffarini (na verdade era para ser de Kaio Jorge) terminou em advertências para os técnico Miguel Ángel Russo e Fernando Diniz. E logo na sequência, por mais reclamação, ambos foram expulsos. O Boca tentou o empate até o último minuto, mas parou em boa atuação da defesa santista.

Vermelhou!
Fernando Diniz chegou à quarta expulsão desde que os técnicos passaram a ser advertidos com cartões. Além da desta terça-feira, pelo Santos, teve ainda uma pelo Fluminense e duas pelo São Paulo.

Próximos jogos
Eliminado do Campeonato Paulista, o Santos só tem jogos pela Libertadores até começar o Brasileirão, no dia 29 de maio. Portanto, o próximo duelo do Peixe será na terça-feira, dia 18, às 19h15, contra o The Strongest, na Bolívia. O outro jogo do Grupo C, entre Boca Juniors e Barcelona de Guayaquil, será no dia 20, às 21h.