Fechar
Região

Morre ranchariense atropelada durante caminhada no dia 21 de março deste ano

07 de Junho de 2021

08h09

Fonte: Cidade Real / Nilton Mendonça

Foi sepultado na tarde deste domingo, 06/06, em Rancharia o corpo da jovem Vanessa Pires Primo (foto acima), que era moradora no Jardim Alvorada, e que faleceu na noite do sábado, 05/06, onde estava internada em Presidente Prudente.

Vanessa passou 75 dias internada, após ser atropelada por um veículo Peugeot, enquanto fazia caminhada em um loteamento ao lado do Jardim Brasil, região do chamado cemitério novo na tarde/noite de 21 de março último.

Segundo uma fonte policial do Cidade Real, Vanessa saiu de casa para uma caminhada, por volta das 17h30 do dia 21 de março, um domingo, e seus familiares só notaram que ela estava demorando (mais que o normal) para regressar pouco antes das 21h.

Saíram à sua procura e no local costumeiro de caminhada, Vanessa Pires Primo foi encontrada caída e ferida gravemente. Segundo consta já a partir dos primeiros atendimentos havia informação de que ela ficaria tetraplégica.

Após investigações da Policia Civil, o autor do atropelamento e da omissão de socorro (inicialmente desconhecido) foi identificado e está sendo processado na forma da lei.

Acredita-se que a demora de mais de três horas para os primeiros socorros, tenha agravado o quadro da saúde da vítima.

O local do atropelamento é um loteamento anexo ao Jardim Brasil, na região do cemitério novo e do Anel Viário de acesso ao Distrito Industrial e a avenida Comendador Ferreira Doninho; primeiro acesso a cidade, para quem chega a Rancharia proveniente de Bastos pela rodovia Assis Chateaubriand (SP-425).

Nas redes sociais, familiares e amigos de Vanessa lamentaram seu falecimento e agradeceram as orações e as manifestações de conforto e pesar pelo ocorrido.