Fechar
Esportes

Com intensidade, Santos de Diniz bate o São Paulo e mantém rival sem vencer no Campeonato Brasileiro

20 de Junho de 2021

23h06

Fonte: https://ge.globo.com

Dinizismo!
No reencontro de Fernando Diniz com o São Paulo, a intensidade que o técnico costuma dar aos seus times fez a diferença. E o Santos bateu o rival por 2 a 0 na noite deste domingo, na Vila Belmiro, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Marinho abriu o placar em uma jogada muito bem construída por Camacho e Jean Mota, e Gabriel Pirani ampliou após falha bizarra de Liziero na saída de bola. Tudo isso no primeiro tempo, quando o Peixe mostrou muito mais vontade do que o Tricolor, desfalcado e confuso em campo. Vitória merecida do time que mais se dedicou em campo. E sinal de alerta ligado na equipe do Morumbi, ainda sem vencer na competição nacional.

Como fica?
Com a vitória, o Santos foi a sete pontos e subiu para nona colocação. Já o São Paulo, ainda sem vencer, segue com dois pontos, na zona do rebaixamento.

Primeiro tempo
O clássico começou tenso na Vila Belmiro, com os dois times se estudando muito. Mas ambos com receio de se arriscar. O Santos, como de costume com Diniz, apostou muito nas saídas de bola desde a defesa. E o São Paulo, muito desfalcado, não se encontrou em campo. Mais eficiente, o Peixe abriu o placar na melhor oportunidade que criou, aos 26 minutos, e colocou fogo na partida. Camacho deu belo lançamento para Jean Mota. O meia dominou com categoria e passou para Marinho bater, sem chance para Tiago Volpi. A única boa chance construída pelo Tricolor na etapa inicial foi aos 40 minutos, quando Reinaldo, após falta cruzada, chutou da pequena área. Pará tirou. Três minutos depois, porém, Liziero cometeu um erro bizarro ao atrasar a bola para Volpi e deu de presente para Kaio Jorge, que tocou para Pirani marcar o segundo gol do Peixe. Prêmio para um Santos ligado, e castigo para um São Paulo confuso e sem criatividade.

Segundo tempo
Na etapa final, o Santos manteve o ritmo forte, mas o São Paulo melhorou um pouco. A primeira chance, porém, foi dos donos da casa. Em falta, Kaio Jorge obrigou Volpi a fazer boa defesa. O Tricolor chegou a marcar o gol de empate aos nove minutos, com Igor Vinicius. Mas o bandeirinha marcou, corretamente, impedimento de Eder no começo da jogada. Sem conseguir chegar com perigo, o São Paulo levou um susto em falta cobrada por Marinho. A bola explodiu no travessão de Volpi. O Tricolor reclamou ainda de um pênalti de Pirani em Liziero, mas o árbitro, após ouvir o VAR, manteve a decisão de marcar falta fora da área. Sem força para reagir, o São Paulo viu o Santos controlar a partida até o fim e confirmar a vitória na Vila Belmiro.