Fechar
Esportes

Palmeiras vence, assume liderança do Brasileirão e mantém Grêmio na lanterna

08 de Julho de 2021

01h26

Fonte: https://ge.globo.com

Verdão na ponta!
O Palmeiras venceu sua quarta partida seguida e é o novo líder do Campeonato Brasileiro. A vítima da vez foi o Grêmio, derrotado por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, no Allianz Parque, em jogo válido pela décima rodada da competição. Enquanto o Tricolor gaúcho segue afundado na lanterna, o Verdão assume a liderança com a colaboração do Cuiabá, que buscou o empate com o Red Bull Bragantino, então primeiro colocado, em Bragança Paulista. Raphael Veiga, aos 15 segundos de jogo, e Gabriel Menino construíram o placar a favor do Verdão, que entre os favoritos ao título é quem já começa a se distanciar na tabela. O Tricolor, que aguarda a chegada do técnico Luiz Felipe Scolari, ainda não venceu em oito jogos no Brasileiro.

Como fica?
O Palmeiras vai aos 22 pontos, mesmo número do Bragantino, mas com uma vitória a mais (sete a seis, primeiro critério de desempate). O Grêmio, com apenas dois pontos, continua na lanterna, ainda que tenha dois jogos a menos do que a maioria dos rivais na competição.

Recorde na arena
Raphael Veiga é o novo dono do gol mais rápido da história do Allianz Parque. O meia abriu o placar contra o Grêmio logo com 15 segundos de jogo. Curiosamente, o recorde anterior durou apenas dois dias, já que Gabriel Silva, do sub-20, marcou contra o Santos aos 18 segundos em jogo contra o Santos, pelo Brasileirão da categoria.

Felipão vem aí!
O Grêmio anunciou o técnico Luiz Felipe Scolari logo após a partida e já teve tê-lo no banco de reservas a partir do próximo sábado, no clássico contra o Inter, em casa. Ainda sem ele, o Tricolor gaúcho foi comandado nesta quarta pelo interino Thiago Gomes. Douglas Costa, um dos pilares do time, falou sobre a chegada do novo técnico e a possibilidade de recuperação no campeonato:

Primeiro tempo
Foram 45 minutos de domínio total do Palmeiras, e desde os primeiros segundos – com apenas 15, Raphael Veiga recebeu de Gustavo Scarpa na área, chutou e abriu o placar, marcando o gol mais rápido do estádio do Verdão, reinaugurado em 2014. Depois disso, nada de reação do Grêmio, que se viu perdido defensivamente com o sistema sem centroavante da equipe de Abel Ferreira – Deyverson começou no banco de reservas. Com Rony e Wesley se movimentando bastante no comando de ataque, o Palmeiras abriu espaço para outros nomes invadirem a área. Foi o caso de Gabriel Menino, que aproveitou o espaço deixado por Diogo Barbosa, chegou pela direita e finalizou cruzamento de Matías Viña: 2 a 0. O Grêmio se viu travado e não conseguiu achar o escape com os rápidos Ferreira e Douglas Costa. Por outro lado, o Verdão criou mais chances e poderia ter matado o jogo, parando na pontaria e no goleiro Brenno.

Segundo tempo
O Grêmio voltou com três mudanças e promoveu as entradas de Ruan, Léo Pereira e Ricardinho, que teve a primeira grande chance ao receber de Ferreira no contra-ataque e exigir grande defesa de Jaílson. O Tricolor chegou a esboçar reação, rodando a bola no campo de ataque e incomodando a zaga palmeirense, mas foi caindo de produção com o passar do tempo. Abel Ferreira respondeu lançando Breno Lopes e Deyverson nas vagas de Rony e Wesley, aí já pensando em reter a bola no ataque, desacelerar o jogo e correr menos riscos. Funcionou, e o Verdão ainda perdeu mais chances de ampliar o placar, a melhor delas em chute de Raphael Veiga que encontrou o travessão. Mostrando novamente sua força, o time de Abel Ferreira controlou até confirmar a quarta vitória seguida no Brasileiro.

Fala, Felipe Melo!
Volante fala sobre a liderança do Verdão e sua situação no clube. O camisa 30 tem contrato até o fim do ano e ainda não renovou.

Próximos jogos
Os dois times têm clássicos pela frente no próximo sábado. O Palmeiras recebe o Santos no Allianz Parque, às 16h30 (de Brasília), no Allianz Parque. Já o Grêmio recebe o Internacional no mesmo horário, em sua Arena. Os dois jogos são válidos pela 11ª rodada do Brasileirão.

Voz da Torcida!
No Palmeiras, Leandro Bocca é só elogios ao Scarpa...