Fechar
Esportes

Santos goleia a Juazeirense na Vila e fica bem perto da vaga nas quartas de final

29 de Julho de 2021

02h23

Fonte: https://ge.globo.com

Peixe goleador!
O Santos demorou a conseguir transformar a superioridade técnica em gols, mas desencantou na reta final do segundo tempo e goleou a Juazeirense por 4 a 0, com gols Madson, Lucas Braga, Marcos Leonardo e Carlos Sánchez, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O técnico Fernando Diniz, à beira do campo, cobrou muita agressividade do ataque santista e por muitas vezes se irritou com o time, principalmente em dois vacilos que poderiam ter custado muito caro quando o jogo ainda estava 0 a 0. Mas obteve um resultado que dá enorme tranquilidade para a volta e encaminha muito bem a classificação para as quartas de final do torneio.

E agora?
No jogo de volta, na próxima quinta-feira, às 19h15, no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, o Santos pode até perder por três gols de diferença para ir às quartas de final da Copa do Brasil. A Juazeirense, para avançar, precisa vencer por cinco gols de diferença. Vitória por quatro gols leva a decisão da vaga para os pênaltis.

Primeiro tempo
O Santos dominou o primeiro tempo na Vila Belmiro. Mas novamente não conseguiu transformar essa superioridade em gols. Pior ainda: logo depois de Madson obrigar Rodrigo Calaça a grande defesa, aos oito minutos, o lateral errou passe na defesa e quase viu Júnior Timbó abrir o placar para a Juazeirense. Ele tocou na saída de João Paulo, mas mandou para fora. Com maior volume, o Peixe chegou bem com Marinho, aos 18, só que o chute do atacante foi para fora. Marcos Guilherme e Kaiky também aparecerem em boa condição na frente, mas desperdiçaram as chances criadas. Muito recuado, a Juazeirense teve dificuldade para levar perigo ao Santos. Só conseguiu naquela falha de Madson, no começo da partida. Já na reta final da etapa inicial, o Peixe acelerou o jogo e teve boa oportunidade com Sánchez, de fora da área, e depois com Felipe Jonatan, em chute defendido por Rodrigo Calaça. Em cobrança de falta, aos 41, o time visitante teve outra boa chance. O chute de Guilherme Lucena assustou João Paulo. Na sequência, Marinho, em grande jogada do Santos, parou em grande defesa de Rodrigo Calaça, destaque do primeiro tempo.

Segundo tempo
Na volta para a etapa final, Fernando Diniz colocou o Santos ainda mais no ataque ao colocar o atacante Bruno Marques na vaga do meia Gabriel Pirani. Mas o técnico se irritou demais com o time e, aos berros na beira do gramado, pediu maior agressividade. Sem sucesso. Lucas Braga teve chance, Jean Mota também... Mas foi da Juazeirense, assim como no primeiro tempo, a melhor oportunidade. A defesa do Peixe vacilou, e Kesley, aos 14 minutos, ficou na cara do gol. Mas, nas hora de bater para o gol, na saída de João Paulo, pegou mal na bola e facilitou para o goleiro. Na base da insistência, o Santos, enfim, abriu o placar, aos 26 minutos. Jean Mota deu boa assistência para Madson, de cabeça, marcar. Em vantagem, o Peixe teve grande chance de ampliar após boa jogada individual de Lucas Braga. Mas quando a bola chegou nos pés de Bruno Marques, ele mandou para fora. O atacante, minutos depois, também perdeu boa oportunidade de cabeça. Mas, aos 39, Lucas Braga aproveitou rebote para fazer o segundo, Marcos Leonardo, aos 46, fez o terceiro, e Carlos Sánchez, aos 54, completou a goleada.

Próximos jogos
O Santos volta a campo no domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Às 18h15, o Peixe visita a Chapecoense, na Arena Condá, pela 14ª rodada. Pela Série D, a Juazeirense joga no sábado, às 16h, contra o Sergipe, em casa.