Fechar
Esportes

João Paulo defende pênalti, garante empate ao Santos e impede o Fortaleza de chegar à vice-liderança

16 de Agosto de 2021

00h25

Fonte: https://ge.globo.com

Jogão no Castelão!
Não faltou emoção no empate por 1 a 1 entre Fortaleza e Santos na noite deste domingo, no Castelão, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Se no primeiro tempo, os gols da partida saíram em um intervalo de um minuto (Lucas Crispim abriu o placar para os donos da casa, e Carlos Sánchez empatou para os visitantes nas sequência), no segundo, o jogo de ataque do Leão contra a defesa do Santos, teve o VAR como protagonista. Na revisão do árbitro de vídeo, o Fortaleza teve dois gols anulados (um de David, por mão na bola, e outro de Pikachu, por impedimento) e um pênalti marcado a favor nos acréscimos. Na cobrança, porém, brilhou a estrela do goleiro João Paulo, que defendeu o chute de Crispim e impediu a vitória que colocaria o Fortaleza na vice-liderança. De quebra, o Santos foi o único paulista a tirar pontos do Leão até aqui. Bragantino, Corinthians, Palmeiras e São Paulo foram derrotados.

Como fica?
O empate impede que o Fortaleza chegue à vice-liderança. O Leão segue na terceira colocação, agora com 31 pontos. Com dez a menos, o Santos aparece em 10º.

Primeiro tempo
Fortaleza e Santos fizeram um primeiro tempo de muita movimentação e de ação e reação. Toda vez que um dos times atacava, o outro respondia imediatamente, mesmo que a chance criada não levasse tanto perigo. Foi nesse ritmo, inclusive, que saíram os dois gols da etapa inicial. Os donos da casa abriram o placar aos 23 minutos, depois de Lucas Crispim aproveitar de primeira um desvio errado de Luiz Felipe. No minuto seguinte, após cruzamento de Gabriel Pirani e falha de Marcelo Boeck na tentativa de interceptar a bola, Carlos Sánchez cabeceou para o gol vazio. Tudo igual. O Fortaleza ainda teve duas boas chances de ficar na frente em duas falhas de João Paulo na saída do gol, com Benevenuto na trave e Matheus Vargas por cima do gol. Com bom toque de bola e velocidade, o Santos respondeu, mas também não conseguiu ter sucesso no campo de ataque.

Segundo tempo
Na etapa final, o Fortaleza partiu para cima do Santos e criou duas boas chances em chutes de longa distância de Lucas Crispim. Ambas assustaram o goleiro João Paulo. O Peixe, no contra-ataque, também conseguiu levar perigo aos donos da casa. Marcos Guilherme e Carlos Sánchez tiveram boas chances. Também no contra-ataque, o Fortaleza chegou ao segundo gol, com David, aos 25. Mas depois de toda a comemoração, a revisão no VAR anulou por toque com a mão do atacante. Mais forte no ataque, o Leão chegou com perigo de novo aos 31, em chute de Matheus Jussa que bateu no travessão. Na pressão, o Fortaleza fez mais um, com Pikachu, mas o VAR confirmou o impedimento marcado em campo. Na reta final, já nos acréscimos, o árbitro de vídeo sugeriu revisão de outro lance: mão de Raniel, do Peixe, dentro da área. Pênalti marcado para o Fortaleza. Na cobrança, Lucas Crispim, tentando fazer valer mais uma vez a lei do ex, parou na defesa de João Paulo.

Próximos jogos
Pelo Brasileirão, o Fortaleza volta a campo no próximo sábado, às 21h, contra o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. O Santos joga no domingo, às 18h15, contra o Inter, na Vila Belmiro. Antes disso, porém, o Peixe tem desafio pela Copa Sul-Americana, quinta-feira, às 21h30, contra o Libertad, fora de casa.