Fechar
Região

Polícia Ambiental de Tupã flagra morador com canário-da-terra e aplica multa de R$ 1 mil

16 de Agosto de 2021

06h37

Redação Bastos Já

A Polícia Militar Ambiental multou em R$ 1.000,00 um morador flagrado com uma gaiola que tinha em seu interior um canário-da-terra, sem comprovação de origem. O registro de natureza “por ter em cativeiro espécime da fauna silvestre nativa” foi feito pelos policiais ambientais 2º sargento Santos, cabo Padovesi e cabo Glaucimir, no Bairro Jardim Itaipu, em Tupã, nesse domingo, dia 15.

Em deslocamento pela Rua Adelio da Silva Moreira, a equipe visualizou, na calçada, um indivíduo manuseando uma gaiola. Os policiais fizeram a abordagem e constataram que na gaiola havia um canário-da-terra sem anilhas, ou comprovação de origem. Ainda segundo a equipe, na garagem da residência havia outra gaiola, também com canário-da-terra e sem comprovação de origem.

Os policiais ambientais elaboraram o auto de infração ambiental, com medida administrativa de multa simples no valor de R$ 1.000,00, por ter em cativeiro espécime da fauna silvestre, nativa, sem autorização do órgão competente. A equipe informouo que as aves foram apreendidas e soltas em hábitat natural.