Fechar
Esportes

Além de Carille, veja quem mais briga pelo tricampeonato paulista no elenco do Corinthians

09 de Abril de 2019

14h54

Fonte: globoesporte.globo.com

A classificação do Corinthians para a terceira final consecutiva de Campeonato Paulista, após vitória nos pênaltis diante do Santos, dá ao clube a chance de repetir feito conquistado pela última vez há 80 anos, em 1937/38/39.

Além de Fábio Carille, comandante nos títulos de 2017 e 2018, vários jogadores têm a chance de fazer história e conquistar o quarto tri alvinegro. Os outros foram em 1922/23/24 e 1928/29/30.

Corinthians e São Paulo definem o título nos dias 14 e 21 deste mês, no Morumbi e em Itaquera.

Veja quem pode ser tri:
Cássio

O ano de 2017 foi de retomada para o goleiro após um 2016 difícil. Disputou 17 partidas na competição e teve papel importante na conquista. Em 2018, mais 18 jogos. Foi fundamental, principalmente, nos duelos diante de São Paulo, na semifinal, e Palmeiras, na final, defendendo cobranças de pênaltis nas duas decisões. Neste ano, já fez 16 partidas na competição.

Vale lembrar: no clube desde 2012, Cássio venceu o Paulistão também em 2013.

Fagner

Um dos pilares do Corinthians nos últimos anos, o lateral-direito fez 13 jogos em 2017, outros 15 em 2018 e, nesta temporada, dez. Tem a confiança de Carille e só não jogou quando esteve machucado, suspenso ou convocado para jogos da seleção brasileira.

Jadson

Foi uma das estrelas do título paulista de 2017, com 11 partidas. No ano seguinte, repetiu o número de jogos e seguiu sendo importante na conquista com boa dupla com Rodriguinho. Nesta temporada, perdeu espaço para Sornoza, mas acumula nove jogos.

Gabriel

Fundamental na conquista de 2017 com 16 partidas disputadas, perdeu espaço nas decisões de 2018, sendo preterido por Ralf. Mesmo assim, fez 15 jogos da campanha. Neste ano, só jogou contra o Novorizontino. Por uma lesão, passou por cirurgia e não está mais na lista de inscritos.

Pedrinho

Era um menino recém-saído da Copinha em 2017, mas jogou seis partidas e encantou o torcedor. Em 2018, fez sete partidas no estadual. Neste ano, mais consolidado, já participou de 15 jogos. Tem vivido uma disputa particular por posição com Vagner Love pelo setor direito do campo.

Pedro Henrique

Reserva de Pablo e Balbuena em 2017, quando atuou em cinco jogos, teve mais chances no ano seguinte, quando Pablo foi embora. Fez nove jogos, mas seguiu como opção da dupla titular, que passou a ser formada por Henrique e Balbuena. Neste ano, segue reserva e tem quatro jogos.

E mais
O goleiro Walter esteve com o grupo nas três campanhas, mas não atuou nas edições de 2017 e 2018. No ano passado, aliás, recuperava-se de lesão. Em 2019, participou de um jogo.