Fechar
Região

Força Tática identifica acusado de roubar correspondente bancário em Tupã; indivíduo se entregou a Polícia

12 de Abril de 2019

06h19

Redação Bastos Já 

A Polícia Militar de Tupã, através da Força Tática, equipe do 1° sargento Rogério, cabo Avellaneda e soldado Vágner Dias, identificou um indivíduo acusado de roubar um correspondente bancário, na Avenida Lélio Pizza, em Tupã, na tarde desta quinta-feira (11). Os policiais militares iniciaram os trabalhos de identificação através de imagens de câmera de segurança que registrou a ação do criminoso.

Segundo informações do jornalista Nilton Mendonça, da Rádio Cidade FM de Bastos, o acusado, após saber que a PM estava a sua procura, foi até a Central de Polícia Judiciária (CPJ), por volta das 22h00 de ontem (11) e se entregou. Após devolver parte do dinheiro roubado e ser ouvido pela Polícia Civil, teria sido liberado.

Foi apurado, pelo repórter João Mário Trentini, da Rádio Nova Tupã FM, que por volta das 15h30, um indivíduo magro, alto e moreno, vestindo calça jeans e camiseta branca, com um boné preto na cabeça, entrou no local, e, demonstrando estar portando uma arma, rendeu os funcionários e roubou dinheiro dos caixas, fugindo em seguida com uma bicicleta, tomando rumo ignorado.

A Polícia Militar foi acionada e após analisar as imagens do sistema de segurança do correspondente bancário conseguiu identificar o acusado, que é uma pessoa conhecida nos meios policiais e havia saído do sistema prisional recentemente, onde estava preso pelo crime de roubo. Os policiais foram até a residência do acusado, porém, não o encontraram. Um familiar viu as imagens e confirmou a identificação do indivíduo.

O familiar informou ainda que uma bicicleta que não pertencia a ninguém da casa foi deixada no quintal da residência. Os policiais conseguiram localizar o proprietário que revelou ter emprestado a bicicleta para o acusado no período da manhã, porém, não sabia que a mesma seria usada para praticar um crime. O dono da bicicleta foi ouvido e liberado.

Roubo

Em outubro do ano passado, este mesmo correspondente bancário foi assaltado, coincidentemente no período da tarde de uma quinta-feira. Na ocasião, o indivíduo chegou ao local, usando um capacete sobre a cabeça, e foi direto ao caixa. Usando uma arma, que estava dentro de uma sacola, obrigou o funcionário a entregar R$ 2 mil em dinheiro que estava no caixa e fugiu em seguida.