Fechar
Região

Polícia Ambiental apreende petrechos de pesca em rio de Arco-Íris

01 de Dezembro de 2021

08h10

Redação Bastos Já – com informações cedidas por João Mário Trentini

A Polícia Militar Ambiental apreendeu 19 redes de pesca, que somaram 220,50 metros de comprimento, durante fiscalização no Rio Aguapeí, no município de Arco-Íris, no último dia 25. A ocorrência de recolhimento de petrecho de pesca foi registrada pelos policiais ambientais soldado Vesu (equipe terrestre) e cabo Piazentin, cabo Rodrigueiro e soldado Moraes (equipe embarcação).

Durante a Operação Piracema 2021/2022, a equipe de Policiamento Náutico localizou duas redes sem a plaqueta de identificação armadas no curso d'água, na modalidade de espera, no Rio Aguapeí. Foram apreendidas uma rede 9 metros de comprimento, por 1,20 metros de altura com malhas de 100 milímetros e uma rede de 13 metros de comprimento, por 1,60 metros de altura com malhas de 70 milímetros.

Ainda durante a fiscalização, os policiais ambientais, depois de visualizarem as margens do rio sinais e rastros de pessoas que saíram da água do Aguapeí e adentraram em uma mata, desembarcaram e acompanharam os rastros, localizando dois sacos plásticos de cor branca contendo mais dezessete redes de emalhar, todas úmidas, o que demonstram que haviam sido utilizadas recentemente.

Foram apreendidas uma rede de 6  metros de comprimento por 2,00 metros de altura com malhas de 90 milímetros; quatro redes, de 8,50, 14, 27 e 29 metros de comprimento, ambas com 1,80 metros de altura emalhas de 120 milímetros; uma rede de 4 metros de comprimento por 1,80 metros de altura com malhas de 60 milímetros; uma rede de 4 metros de comprimento por 1,80 metros de altura com malhas de 50 milímetros; uma rede de 7 metros de comprimento por 1,80 metros de altura com malhas de 100 milímetros; uma rede de 4 metros de comprimento por 1,40 metros de altura com malhas de 140 milímetros; duas redes de 14 e 17 metros de comprimento, ambas com 1,40 metros de altura com malhas de 120 milímetros; duas redes de 3 e 11 metros de comprimento, ambas de 1,40 metros de altura com malhas de 80 milímetros; uma rede de 15 metros de comprimento por 1,60 metros de altura com malhas de 120 milímetros; uma rede de 20 metros de comprimento por 2,20 metros de altura com malhas de 180 milímetros; uma rede de 11 metros de comprimento por 2,20 de altura com malhas de 80 milímetros; e uma rede de 4 metros de comprimento por 2,20m de altura com malhas de 100 milímetros.

Os policiais ambientais, depois de realizarem varreduras e incursões  na mata ciliar e não localizarem nenhum pescador, efetuaram a recolha dos petrechos, que totalizaram 220,50 metros de comprimento, que ficarão depositado na sede da Base Operacional de Tupã aguardando o prazo regulamentar para destruição. No local das apreensões não havia nenhum pescado capturado.