Fechar
Esportes

Sylvinho está insatisfeito? Sai na sexta-feira? Entenda o que técnico pensa sobre futuro no Corinthians

09 de Dezembro de 2021

14h41

Fonte: ge.globo.com - Bruno Cassucci e Marcelo Braga

O técnico Sylvinho comanda nesta quinta-feira o 38º e último jogo do Corinthians no Brasileirão, às 21h30 (de Brasília), diante do Juventude, em Caxias do Sul. Mas será uma despedida?

Ao longo da semana, a situação do treinador virou assunto recorrente nas redes sociais. Informações sobre uma suposta insatisfação do técnico com as críticas e uma possível decisão de pedir o boné na sexta-feira por conta de ameaças à sua família ganharam a internet.

Desde o início, a reportagem do ge ouviu a mesma resposta: não há qualquer possibilidade de um pedido de demissão de Sylvinho. O técnico está feliz e esperançoso com um 2022 melhor.

Algumas críticas realmente incomodam o treinador. Bem avaliado pelo elenco e pela diretoria, o técnico sofre grande rejeição dos torcedores, mas acredita que com uma boa pré-temporada e alguns reforços pontuais poderá obter melhores resultados a partir do ano que vem.

O entendimento de Sylvinho é de que o trabalho em 2021, apesar de alguns momentos de turbulência, foi positivo. O objetivo principal, de chegar à próxima Libertadores, foi atingido em meio a um ambiente de harmonia e confiança entre jogadores e comissão técnica.

– O que posso falar é que estou bastante feliz no clube. Temos um trabalho leal e forte, de qualidade dentro, muito alinhado com a diretoria. São muito presentes no clube, tanto eles, como nós, a comissão técnica. Nós trabalhamos com muita alegria, temos um ambiente muito bom, estafe, apoio e atletas, os protagonistas. Os resultados são favoráveis, números expressivos – disse o treinador, após o empate com o Grêmio, no último domingo.

No mês passado, a filha do jogador gravou um vídeo com relatos sobre xingamentos que vinha recebendo. À distância, já que ela mora na Espanha, o técnico se incomodou apenas com a exposição da família e a proporção que o assunto tomou. Em nenhum momento cogitou pedir para sair.

Avesso às redes sociais, Sylvinho acompanha pouco o que é dito a respeito dele na internet, embora seja municiado por informações das pessoas que o cercam.

Até agora, o treinador comandou o Corinthians em 39 jogos, com 15 vitórias, 13 empates e 11 derrotas, aproveitamento de 49,5% dos pontos. O contrato dele com o Timão vai até o fim do ano que vem e não tem multa rescisória.