Fechar
Esportes

Wesley recebe números de Europa em papo com Abel e espera 2022 mais goleador no Palmeiras

27 de Dezembro de 2021

12h14

Fonte: ge.globo.com

Wesley terminou a temporada de 2021 com cinco gols e três assistências em 50 partidas pelo Palmeiras, mas quer apresentar números melhores no ano que vem.

O atacante teve uma conversa com Abel Ferreira, em que o técnico lhe apresentou estatísticas dos pontas das principais ligas europeias para se basear.

– Tenho muita coisa (a melhorar), melhorar o nosso estilo de jogo, que o Abel gosta, de o ponta acompanhar o lateral até o fim, temos de agregar mais isso, melhorar as decisões no último terço para ter números mais expressivos, para dar mais regularidade – analisou, em entrevista ao ge.

– Em 50 jogos, cinco gols é muito pouco. Na minha autocrítica, um ponta de lança precisa de 15 gols e 10 assistências por época. Tenho que melhorar os números e as decisões no último terço para ter mais regularidade – acrescentou.

Embora seja um dos jogadores do elenco com mais destaque nos dribles e lances individuais, Wesley teve uma temporada em que alternou bastante o desempenho e também a frequência na equipe titular.

No papo com o camisa 11, Abel reforçou a importância de tornar-se mais decisivo para virar um jogador com potencial de seleção brasileira e grandes mercados no exterior.

– Foi uma média que ele trouxe para mim, que um atacante de lado faz na Europa. Se quiser estar entre os melhores, sendo visto para ir à seleção brasileira, precisa desta média e não oscilar. Ele por ser jovem e vir da Europa, acredito que seja uma experiência nova. Tentamos aprender o máximo com ele para nos agregar ainda mais – reforçou.

Em agosto, Wesley recebeu duas ofertas do Seattle Sounders, dos Estados Unidos, mas o Verdão recusou ambas. Neste momento, o atacante não pensa em sair e tem como grande foco a disputa do Mundial de Clubes, em fevereiro.

– Meu pensamento era 100% no Palmeiras, independentemente do que chegou. A gente deixava a ansiedade até caso desse certo e chegasse um acordo com a diretoria e comigo, mas não aconteceu. O foco era ganhar a Libertadores. Tenho contrato até 2024 e até lá tenho muito a conquistar – avisou.

– Quem não quer jogar uma final da Libertadores e uma semi de Mundial e possível final? Já dá um frio na barriga. Vamos com tudo porque com o tempo de preparação a gente vai se sair bem melhor.