Fechar
Região

Greve de peritos do INSS prejudica atendimento em Tupã, informa Jornal Diário

14 de Abril de 2022

09h47

Fonte: site do Jornal Diário de Tupã (matéria editada)

Segundo matéria do site Jornal Diário de Tupã, a greve dos médicos peritos que trabalham no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) completou 
12 dias nessa quarta-feira (13) e o que já era difícil ficou pior, ou seja, a concessão de benefício previdenciário, como auxílio-doença e Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas) para pessoas de baixa renda com deficiência, por exemplo.

O Jornal Diário informa ainda que o segurado, inclusive em Tupã, além de amargar pelo menos um mês para conseguir atendimento, tem que se deslocar muitas vezes por longas distâncias e ainda corre o risco de “dar com a cara na porta”. Ao chegar na agência da Previdência Social, é orientado a reagendar novo atendimento.

Segundo a ANMP (Associação Nacional de Médicos Peritos), somente 30% da categoria permanece trabalhando, sendo que cada médico atende 12 pessoas por dia, o que não dá conta da demanda.

Até o momento, o INSS e a Secretaria de Previdência e Trabalho não informaram quantos atendimentos deixaram de ser feitos nesse período e como será resolvida a questão dos agendamentos para os segurados. Fato é que essa situação pode se prolongar mais ainda.

Teleperícia

Pela quarta vez em dois anos, o governo tenta emplacar perícia médica do INSS por meio remoto. Entre as reivindicações dos peritos está a recomposição salarial de 19,99%, relativa às perdas com a inflação de 2019 a 2022; a fixação do número máximo de 12 atendimentos presenciais como meta diária para os médicos peritos; e a realização imediata de concurso público para o preenchimento de três mil vagas. Atualmente, existem 3.411 médicos peritos no Brasil. Desse total, 2.853 estão em atendimento em todo o País, segundo a ANMP (Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais). Assim como os demais funcionários públicos, os servidores do INSS também reivindicam recomposição salarial de 19,99%, concurso público, condições de trabalho e valorização da carreira do Seguro Social, entre outros pontos.

Saque emergencial

O INSS tem orientado os beneficiários a remarcarem exames periciais e serviços, no caso de o posto estar inoperante por conta da greve. Em nota, o órgão explica que o agendamento pode ser feito pelo site ou pelo aplicativo Meu INSS ou ainda pelo telefone 135, que funciona de segunda-feira a sábado, das 7 às 22 horas. Para agendamento via site ou aplicativo, o segurado vai precisar criar login e senha na plataforma Gov.br, o Meu INSS está inserido nesse ambiente virtual.