Fechar
Região

Motoristas gastam R$ 53,70 para passar por pedágios da SP-294, em cobrança normal

10 de Maio de 2022

08h44

Fonte: Site do Jornal Diário de Tupã

Das 21 praças de pedágio administradas pela Eixo SP, sete, ou seja, 33%, estão localizadas na Rodovia “Comandante João Ribeiro de Barros” (SP-294). O motorista de automóvel que passar somente por esses pedágios, terá um gasto de R$ 53,70 na cobrança normal. Já na cobrança automática esse valor pode cair, inicialmente, para R$ 51,00.

No pedágio localizado em Piratininga, no km 370 da rodovia, a tarifa para os carros de passeio é de R$ 9,70 na cobrança normal e R$ 9,21 na primeira passagem da automática; em Garça, no Km 425,70, R$ 8,80 na cobrança normal e R$ 8,36 na automática; em Pacaembu, no Km 623,1, R$ 6,60 na cobrança normal e R$ 6,27 na automática; em Santa Mercedes, no Km 670,8, R$ 5,10 na cobrança normal e R$ 4,84 na automática; em Oriente, no Km 474,8, R$ 8,90 na cobrança normal e R$ 8,45 na cobrança automática; em Inúbia Paulista, no Km 581,7, R$ 6,00 na cobrança normal e R$ 5,70 na automática; e em Parapuã, no Km 551,5, R$ 8,60 na cobrança normal e R$ 8,17 na cobrança automática.

Descontos progressivos

Mas vale lembrar que o motorista cadastrado na cobrança automática possui descontos progressivos cada vez que passar pelo pedágio. Na 30ª passagem pelo pedágio de Piratininga o motorista de veículo de passeio irá pagar R$ 4,20 na tarifa; em Garça, R$ 1,64; em Pacaembu, R$ 0,66; em Santa Mercedes, R$ 2,95; em Oriente, R$ 1,24; em Inúbia Paulista, R$ 1,05; e em Parapuã, R$ 0,19.

DUF

Segundo informações da Eixo SP, o sistema DUF (Desconto para Usuário Frequente) é válido somente para veículos de passeio que utilizam o Sistema de Cobrança Eletrônica, na mesma praça de pedágio, no mesmo sentido da rodovia e dentro do mesmo mês. “Na prática, o desconto para veículos de passeio começa a contar a partir da segunda passagem pela pista automática na mesma praça de pedágio, no mesmo sentido da rodovia e dentro do mesmo mês calendário”, explicou.

De acordo com a concessionária, a redução progressiva ocorre até a 30ª passagem no mês, conforme percentual fixo de redução em relação à tarifa cobrada na passagem anterior, até atingir a tarifa mínima determinada para a praça de pedágio, dentro do mesmo mês. “A partir da 31ª passagem no mês, a tarifa mínima será cobrada em todas as passagens adicio-nais até o final do respectivo mês calendário”, afirmou. “Os valores serão descontados automaticamente para o pagamento da fatura enviada pela operadora do TAG instalado no veículo”, completou.

Os valores das tarifas de pedágio têm reajuste anual. Na região, os índices serão definidos e aplicados a partir de junho até agosto, dependendo de quando a praça começou a operar.

Reajuste

Desde a zero hora de sábado (7), quem trafega pela Rodovia “Dona Leonor Mendes de Barros”, a SP-333, em Marília, passou a pagar mais caro pela tarifa do pedágio.

A cobrança para automóveis passou de R$ 8,60 para R$ 9,00 (cobrança manual) ou de R$ 8,17 para R$ 8,55 (cobrança automática). Já os motociclistas passaram a desembolsar R$ 0,20 a mais. A tarifa para esse tipo de locomoção passa de R$ 4,30 para R$ 4,50.

A praça de pedágio fica no quilômetro 315 da rodovia.

Segundo a concessionária Entrevias, que administra o trecho, trata-se de uma readequação tarifária já prevista no contrato com o governo do Estado de São Paulo, fiscalizado pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), e autorizada devido à conclusão da obra de duplicação de 8,9 quilômetros da SP-333, entre os km 314,4 ao km 323.