Fechar
Tupã

CCZ de Tupã entrega mais 155 amostras de escorpiões ao Butantan

26 de Junho de 2022

09h34

Por Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Tupã

O departamento de Vigilância em Saúde, por meio do Centro Controle de Zoonoses (CCZ) de Tupã, entregou, nas últimas semanas, mais 155 amostras vivas para o Instituto Butantan. A entrega faz parte da parceria do Instituto com a Prefeitura de Tupã para estudos aprofundados sobre o animal e a fabricação do soro antiescorpiônico.

Para que os animais sejam transportados de forma segura e cheguem ao Instituto com segurança, eles são entregues em recipientes de contenção apropriados para evitar que acidentes ocorram durante o percurso.

“Todo o trabalho de captura, por meio das equipes capacitadas do CCZ, do manejo posterior até a entrega dos animais, é feito para que o Instituto receba os escorpiões nas condições físicas ideais para a extração do veneno para produção do soro antiescorpiônico”, explicou o chefe de setor de Controle de Zoonoses, Robison Luis.

O chefe do Departamento de Vigilância em Saúde, Joselaine Pio Rocha, acrescentou que Tupã é a única cidade da região que faz o ciclo completo dos trabalhos de combate aos escorpiões.

“Obrigada Robison e equipe pelo trabalho de captura, Rubens pelo transporte, dr.  Miguel, Renan e Caio pelas condições de trabalho e por nos proporcionarem condições para realizarmos o trabalho diário de busca, captura e entrega dos animais. Lembrando que o CCZ é responsável por toda a realização do trabalho que garante a proteção da população”, disse.

Dr. Miguel Ângelo de Marchi, responsável pela Pasta da Saúde, explicou que a parceria com o Butantan ajuda milhares de vidas que correm risco ao serem atacadas pelos animais peçonhentos. “Este soro que é produzido a partir do veneno coletado dos animais, é encaminhado para milhares de cidades de todo o país, e em Tupã pode ser encontrado na Santa Casa de Misericórdia, referência no tratamento”, salientou.

Segundo dados técnicos do Instituto Butantan, o soro desenvolvido é indicado nos casos de acidentes por picada de escorpião do gênero Tytus serrulatus (escorpião amarelo), espécie encontrada em Tupã); e também para os gêneros bahiensis (preto); e stigmurus (escorpião-do-nordeste).

A secretaria de Saúde afirma que a parceria é possível graças ao ciclo completo de trabalho realizado pelo CCZ, que diariamente realiza capturas diurnas e noturnas por todas as regiões da cidade em busca dos animais e para evitar que novos acidentes ocorram.

Para contatar o CCZ ao encontrar algum animal na residência, prédio comercial ou outro local, os munícipes devem telefonar para 3404-2200 e solicitar a presença das equipes. É fundamental que os munícipes não entrem em contato com o animal e evitem capturá-lo sem equipamentos adequados, como pinça, luvas de raspa e botas de cano alto.