Fechar
Região

Ladrão é preso após roubar mulher em Garça (SP)

26 de Junho de 2022

10h20 (Atualizada às 09h47 do dia 27/06/2022)

Redação Bastos Já – com informações do setor de Comunicação Social 9°BPMI

Um indivíduo que havia saído na sexta-feira (24) do Centro de Detenção Provisória (CDP), do município de Álvaro de Carvalho (SP), foi preso em flagrante acusado de praticar roubo em Garça (SP), no sábado (25). A ocorrência de roubo consumado – flagrante foi registrada pela Polícia Militar, que recuperou dinheiro (reais e dólares), carteira, cartões, documentos e senhas bancárias, entre outros pertences roubados da vítima.

Por volta das 8 horas da manhã, a vítima procurou a Polícia Militar e relatou que, enquanto ela caminhava no cruzamento da Rua Francisco da Silva Braga e Avenida Dr. Labieno da Costa Machado, um homem puxou sua bolsa e fugiu em sentido ao terminal rodoviário. A mulher declarou ainda que o indivíduo fez uso de força física e colocou a mão por debaixo da blusa simulando estar armado.

A Polícia Militar informada ainda que, as equipes direcionaram o patrulhamento com vistas para localização do criminoso e, por volta das 11 horas, a equipe avistou pela Rua Maria Izabel um indivíduo com as características do acusado de praticar o crime e, de imediato, realizou a abordagem. Os PMs informaram que foram localizados com o indivíduo R$ 100,00, uma cédula de 5 dólares, uma carteira, cartões da vítima, CPF e senhas bancárias.

Ainda segundo a PM, o indiciado, que a princípio negou a autoria do roubo, más através de imagens do local do roubo foi constatado, sem sombras de dúvidas, que o indivíduo foi o autor do crime, informou aos policiais militares que havia saído no dia 24/06/22 do CDP de Álvaro de Carvalho, teria pernoitado em uma casa desocupada em Garça, onde foram localizados demais pertences da vítima e a camiseta utilizada no crime.

Os policiais militares informaram também que, diante das evidências, o indiciado confessou a autoria, foi apresentado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília, onde a vítima compareceu e reconheceu todos os objetos e valores localizados como sendo de sua propriedade e o delegado de polícia ratificou a voz de prisão dada pelos PMs pelo crime roubo consumado e o indiciado permaneceu a disposição da Justiça.