Fechar
Região

Homem é preso em flagrante por transportar caminhão roubado na SP-270

30 de Julho de 2022

08h27

Por Rodrigo Marinelli, g1 Presidente Prudente

A Polícia Militar prendeu em flagrante um homem, de 40 anos, que conduzia um caminhão roubado, no km 628 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Presidente Venceslau (SP). O abordado confessou que o crime ocorreu em Itaquaquecetuba (SP) e que a vítima, motorista do veículo, ficou em cárcere privado na área urbana daquele município que fica na Região Metropolitana de São Paulo (SP).

A polícia recebeu informações de que um caminhão estava fora de sua rota na Grande São Paulo e, além disso, o solicitante estava suspeitando das mensagens recebidas pelo motorista, nesta quinta-feira (28).

O proprietário do caminhão passou o rastreamento do veículo para os policiais, que, no momento, perceberam que o suspeito transitava próximo ao município de Piquerobi (SP), na região de Presidente Prudente (SP).

A Polícia Militar foi até a Rodovia Raposo Tavares e encontrou o caminhão, que não tinha carga, a aproximadamente 500 metros de distância da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, no sentido contrário, na noite desta quinta-feira (28).

O veículo foi abordado e o condutor esboçou tentativa de fuga, porém, sem sucesso. Em seguida, ele confessou que o roubo havia ocorrido no período da manhã.

De acordo com o homem, a liberdade da vítima estaria sendo restrita até que o caminhão chegasse ao seu destino, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

O autor confessou aos policiais que receberia a quantia de R$ 4 mil pelo transporte e, ainda segundo ele, se tratava do quarto caminhão que levava ao Paraguai, apenas nos últimos 15 dias.

Depois de ser preso, já na Delegacia da Polícia Civil, em Presidente Venceslau, o suspeito disse estar arrependido e quis colaborar com a libertação da vítima, que acabou solta por volta das 3h, nesta sexta-feira (29).

A Justiça converteu o flagrante em prisão preventiva e o preso foi direcionado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caiuá (SP).

O proprietário do caminhão é da cidade de Leme (SP) e foi acionado para retirar o veículo junto à Polícia Civil em Presidente Venceslau.

O 1º tenente Rafael Pacheco Agra Diniz Nogueira, comandante de Pelotão de Força Tática de Presidente Venceslau, informou ao g1 que a organização criminosa responsável por levar os caminhões roubados até o Paraguai lucrava muito com os crimes.

"Lá no Paraguai estes caminhões são vendidos por um preço muito abaixo do real valor. A organização criminosa já monitorava as rodovias e é um negócio muito lucrativo. Como o próprio preso disse, ele transportou quatro caminhões nos últimos 15 dias, sem contar os que deram errado", explicou o oficial ao g1.