Fechar
Esportes

Arboleda crê em classificação e não pensa em despedida do São Paulo: ‘’Meu coração está aqui’’

29 de Maio de 2019

14h36

Fonte: globoesporte.globo.com

Robert Arboleda pode fazer nesta quarta-feira, diante do Bahia, às 21h30 (de Brasília), na Arena Fonte Nova, na volta das oitavas de final da Copa do Brasil, o seu último jogo com a camisa do São Paulo.

Isso porque o zagueiro vai se apresentar à seleção equatoriana no dia 30 de maio para a disputa da Copa América, e o interesse de clubes europeus pelo jogador pode fazer com que ele nem retorne do torneio sul-americano. Para Arboleda, essa possibilidade não existe no momento.

– A verdade é que hoje em dia a minha cabeça não passa muito se vai ser meu último jogo. Minha cabeça está aqui no São Paulo, minha cabeça está no jogo. Para mim é muito importante esse jogo, é uma final e minha cabeça está aqui. Eu não estou pensando se a Copa América é uma vitrine, se é meu último jogo ou não. Quem decide isso é diretoria, meus empresários, são outros caras – afirmou Arboleda.

– Minha cabeça hoje em dia está aqui no São Paulo, meu coração está aqui no São Paulo e eu vou seguir jogando do mesmo jeito que venho fazendo nos jogos. Com raça, querendo ganhar títulos e seguir confiante no que eu quero que é permanecer no São Paulo por muitos anos – acrescentou.

Embora Arboleda mantenha um discurso mais cauteloso quanto a sua saída, a possibilidade dele se transferir é grande. O Atlético de Madrid foi um dos candidatos, mas as portas se fecharam para o equatoriano após o clube espanhol contratar o brasileiro Felipe, ex-Corinthians e Porto.

E esta possível última partida de Arboleda é decisiva. Com a derrota no jogo de ida por 1 a 0, o São Paulo precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para avançar às quartas de final. Uma vitória com diferença de um gol leva a decisão para os pênaltis.

Este será o terceiro confronto entre o Tricolor e o Bahia em menos de um mês, com um empate e uma vitória baiana. A sequência de jogos entre as equipes pode ser algo a ser explorado pelo time paulista.

– Acho que o jogo vai ser difícil pelo jeito que eles jogam, recuam muito, eles ficam esperando um pouco, marcam muito, são muito fortes na marcação e é por aí que o São Paulo tem que estar concentrado, tem que estar ligado, tem que começar a construir as jogadas boas para a gente conquistar o gol e assim mesmo ficar com a bola, não pegar os contra-ataques, porque os caras são bons de contra-ataque – analisou o zagueiro.

Embora Arboleda esteja confiante na classificação, o time não anda inspirado para balançar as redes. Há três jogos o São Paulo não faz um gol – incluindo as duas partidas contra o Bahia. Os atacantes, por sua vez, já estão há cinco partidas em branco.

– Acho que é a sorte. Está faltado sorte de a bola entrar. O São Paulo está criando as jogadas, o São Paulo tem um time bom. A única coisa é a bola. Se a bola não entrar, não faz gol, você não ganha o jogo, e é o que está acontecendo agora. Acho que os jogadores do São Paulo tem uma capacidade para reverter isso aí, e lembro o que eu falo: na hora que a bola começar a entrar tudo vai começar a girar, tudo vai vir a favor nosso, para poder amanhã, se a bola entrar, a gente conseguir a classificação e ir bem no Brasileirão também – finalizou.

A TV Globo transmite ao vivo o jogo entre Bahia e São Paulo para todo o Brasil, menos estados de RS e RJ, com narração de Cleber Machado e comentários de Caio Ribeiro e Gustavo Castellucci. O Premiere faz a transmissão ao vivo para todo o Brasil com Jota Júnior e Wagner Vilaron. O GloboEsporte.com acompanha em tempo real, com vídeos, e faz duas "lives": uma antes e outra depois do jogo, com análise dos comentaristas e entrevistas com jogadores e treinadores.