Fechar
Esportes

Em semana cheia, Palmeiras faz trabalhos específicos antes de enfrentar rival de estilo oposto

06 de Junho de 2019

15h08

Fonte: globoesporte.globo.com

Sem compromisso neste meio de semana, o Palmeiras tem aproveitado para fazer treinos que não são possíveis com calendário apertado. Treinos direcionados para enfrentar o Athletico, às 16h30 (de Brasília) de sábado, na arena, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Tanto na terça quanto na quarta-feira, Paulo Turra e Carlos Pracidelli, os auxiliares técnicos de Luiz Felipe Scolari, deixaram o interior da Academia de Futebol bem antes do habitual para montar os trabalhos em campo.

Uma hora antes do início das atividades, a dupla já posicionava balizas móveis para redução de espaço e espalhava cones e faixas para delimitar posicionamentos.

Como a imprensa não pode acompanhar mais do que o aquecimento dos atletas, não se soube ao certo que tipo de trabalho foi comandado pela comissão técnica. Nem mesmo pela entrevista coletiva do lateral-direito Marcos Rocha, evasivo quando questionado sobre o assunto.

– A gente sempre procura trabalhar em cima do próximo adversário. Os treinos serão em cima do Athletico – comentou, sem entregar a estratégia de Felipão e seus auxiliares.

Pelas demarcações em campo, porém, é plausível supor que um dos focos na semana seja trabalhar a marcação alta na saída de bola do Athletico, um time que, ao contrário deste vertical Palmeiras (que muitas vezes sufoca para abrir o placar rapidamente e sustentar a vantagem), tem por característica dominar a posse de bola na tentativa de chegar ao ataque trocando passes.

Em oito rodadas disputadas no Campeonato Brasileiro até aqui, a equipe treinada por Felipão teve mais posse de bola do que o adversário apenas uma vez, justamente no único jogo que não venceu, o empate fora de casa contra o CSA (43% x 57%). Nos demais, mesmo como mandante, a bola foi do rival na maior parte do tempo.

Já a equipe do técnico Tiago Nunes, exatamente ao contrário, teve menor posse de bola do que o adversário em uma única partida, na derrota para o Flamengo. Na rodada passada, empatou em posse com o Fluminense, outro time que faz questão de ter a bola.